ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Santa Maria da Feira recebe Festival de Cinema Luso-brasileiro
Revista PORT.COM • 12-Abr-2018
Santa Maria da Feira recebe Festival de Cinema Luso-brasileiro



Na 21.ª edição do Festival de Cinema Luso-Brasileiro, em Santa Maria da Feira, vão estar em competição sete longas-metragens brasileiras e 24 curtas de realizadores brasileiros e portugueses.

O festival decorre até 15 de abril em Santa Maria da Feira, e constitui uma grande oportunidade para assistir a filmes de língua portuguesa, oriundos dos dois lados do Atlântico.

Américo Santos é o diretor do certame e, em declarações à Lusa, realçou que todas as obras brasileiras em competição serão exibidas em estreia em Portugal, tendo por objetivo garantir que o cartaz do festival possa exercer “um maior apelo sobre o público”.

Além das secções competitivas, o Festival de Cinema Luso-Brasileiro de 2018 levará ao auditório da Biblioteca Municipal da Feira programas especiais dedicados a quatro realizadores, a começar pelo brasileiro Rogério Sganzerla (1946-2004), cujo filme “O Bandido da Luz Vermelha” será exibido em cópia restaurada. A sessão assinala os 50 anos do filme inspirado nos crimes do assaltante João Acácio Pereira da Costa e contará com a presença de Helena Ignez, apontada como a “musa do cinema marginal” brasileiro. 

O programa “Realizador em foco”, por sua vez, dará a conhecer o trabalho de Fellipe Barbosa, numa sessão tripla com os filmes “Laura” (2011), “Casa Grande” (2014) e “Gabriel e a Montanha” (2017). A trajetória procura revelar a “poesia furiosa” que é reconhecida às obras desse realizador e incluirá “uma revisitação à sua própria casa através de uma câmara que transmite um humanismo doce”.

Segue-se a rubrica “Sangue Novo” com a portuguesa Salomé Lamas e as obras “Golden Dawn” (2011), “A Comunidade” (2012), “A Torre” (2015) e “Coup de Grâce” (2017).

O programa do festival prevê ainda uma sessão especial de debate com o cineasta português Marco Martins, cuja análise aos temas da Crítica, Realização e Família Cinematográfica será precedida pela exibição do seu filme “Alice” (2005), “pela primeira vez numa cópia digital nova”.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ