ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

imagem
Revista PORT.COM • 13-Abr-2018
29.ª Edição do Festival de Artes de Macau promove 'Significado da vida'



O Festival de Artes de Macau (FAM), evento anual organizado pelo Instituto Cultural, que se realiza este ano entre 27 de abril e 31 de maio, tem como objetivo promover a vida cultural e artística na comunidade.

A edição de 2018 tem como mote a “origem” e explora um variado leque de tópicos, através de diferentes expressões artísticas, de maneira a expandir o pensamento do público, onde se pretende simbolizar a “fonte da vida” e relembrar o seu verdadeiro significado.

"O FAM destina-se, desde a sua criação, à promoção ativa da atividade artística local, proporcionando oportunidades de atuação para os artistas e grupos locais, através da organização de uma série de espetáculos e exposições de grande escala", refere a organização.

Este ano o evento reúne 26 espetáculos e exposições em sete categorias, divididas em “Destaques Temáticos: Origem”, “Inovadores: Colaboração” , “Criações Interdisciplinares: Teatro”, “Entretenimento Familiar”, “Essência da Tradição”, “Música” e “Exposições”, onde se unem excelentes produções internacionais, nacionais e locais.

Na categoria “Criações Interdisciplinares: Teatro”, o FAM apresenta esta arte em vários formatos, incluindo o teatro experimental. Parasomnia, da artista portuguesa, Patrícia Portela, vai realizar-se entre dia 2 e 6 de maio, na Casa do Mandarim, e transforma este ícone do património de Macau, em várias divisões, incluindo sala de estar, quarto, casa de banho, sala de leitura e sala-mistério. A performance apresenta-se como um teatro imersivo com recurso a instalações de imagens e sons, onde leva os espetadores a refletirem nas suas relações com o seu verdadeiro eu, corpo, estado psicológico e sociedade, através de artes visuais, poemas e sugestões interativas.

Patrícia Portela é uma escritora e artista multimédia portuguesa, ativa nos círculos de arte contemporânea de Portugal e da Bélgica, e com muita experiência em cenografia, imagem, literatura e filosofia. Em Portugal, os seus trabalhos já receberam prestigiantes prémios, como o Prémio Acarte/Maria Madalena de Azeredo Perdigão da Fundação Gulbenkian, e foi uma das cinco finalistas do prémio Sonae Media Art.

A 29.ª edição do Festival de Artes de Macau conta com o apoio da Direção dos Serviços de Turismo, TDM – Teledifusão de Macau, S.A., Companhia de Transportes Aéreos Air Macau, S.A.R.L. e MGM Macau.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Pedro da Silva, o primeiro carteiro do Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Momento inesquecível
Graciete Ferreira
Presidente da Master Builders na Austrália
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
“Acreditem no potencial que existe nas comunidades”
Isabelle Coelho-Marques
PORTUGAL
“Não foi por acaso que Portugal foi o melhor destino do mundo em 2017”
Pedro Machado
PORTUGAL
Democracia, populismo e abstencionismo
José Caria
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ