ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Exposição fotográfica em Lisboa mostra como vivem portugueses no Luxemburgo
Revista PORT.COM • 11-Jun-2018
Exposição fotográfica em Lisboa mostra como vivem portugueses no Luxemburgo



A exposição fotográfica 'Recriar - Portugueses do Luxemburgo', que documenta vários aspetos da imigração no Grão-Ducado, visa «mostrar aos portugueses como vivem os seus compatriotas no estrangeiro».

A mostra, que está patente na Fábrica Braço de Prata, em Lisboa, reúne imagens de quatro fotógrafos, dois luxemburgueses e dois portugueses, sobre vários aspetos da vida dos imigrantes no Grão-Ducado.

«Trazer estas imagens a Portugal é importante. No Luxemburgo são imagens familiares, mas é importante mostrar aos portugueses como vivem os seus compatriotas no estrangeiro», defendeu a curadora Atena Abrahimia, a preparar atualmente uma tese sobre a imigração portuguesa, na Universidade Católica, em Lisboa.

Filha de imigrantes iranianos no Luxemburgo, a jovem estudante, de 24 anos, contou, em entrevista à agência Lusa, que sempre a «fascinou haver tantos portugueses num país tão pequeno, sem mar, tão diferente de Portugal», tendo decidido dedicar a tese de mestrado a esta comunidade, que representa cerca de 16% da população do Grão-Ducado.

O título da exposição ("Recriar") é uma alusão à forma como os primeiros imigrantes procuraram manter tradições portuguesas no Luxemburgo.

«Quando se mudaram para o Luxemburgo, os portugueses, tal como muitos outros imigrantes, importaram os seus hábitos, cultura e atividades. Pretendiam recriar uma vida semelhante à portuguesa no país de acolhimento, tendo aberto os seus próprios restaurantes, cafés e empresas e criado as suas próprias associações, clubes de futebol [e] grupos de danças folclóricas», pode ler-se no texto do catálogo da exposição, assinado por Atena Abrahimia.

A organizadora aponta ainda que a vida «entre duas ou mais culturas» pode resultar num sentimento «de não pertença», tanto no país de acolhimento como no país de origem.

A exposição pretende examinar, «através da fotografia, os desafios de identidade e pertença» desta comunidade, mostrando vários aspetos da vida dos portugueses no Luxemburgo.

A exposição, que conta com o apoio da Embaixada do Luxemburgo em Portugal, pode ser vista na Fábrica Braço de Prata até 30 de junho.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A Santa Casa da Misericórdia de Paris
Daniel Bastos
Historiador
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades
José Cesário
Deputado
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
Portugal Maior
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Português é uma língua com valor universal»
Luís Faro Ramos, presidente do Instituto Camões
PORTUGAL
«A China está pronta para nos acolher»
José Augusto Duarte, Embaixador de Portugal na China
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ