ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Livro ‘Emigração madeirense para a Venezuela (1940 - 1974)’ lançado no Funchal
Revista PORT.COM • 11-Jul-2018
Livro ‘Emigração madeirense para a Venezuela (1940 - 1974)’ lançado no Funchal



O auditório do Centro de Estudos de História do Atlântico (CEHA) acolheu a cerimónia de lançamento do livro ‘Emigração madeirense para a Venezuela (1940 – 1974)’, da autoria de Joselin da Silva do Nascimento Gomes.

Trata-se de estudo sobre a emigração madeirense para a Venezuela, no período em apreço, que retrata os contextos, as histórias e o espírito associativo que esteve sempre presente na relação entre a Região e aquele país.

Apesar de já existirem madeirenses na Venezuela, nas décadas de 20 e 30, foi a partir de 1945 – e ao longo da década de 50 –, que se verificou o mais forte aumento emigratório para este país, que passou a ser o El Dorado, devido à moeda forte, às facilidades de investimento e aos proveitos do petróleo.

A pesquisa para este livro (que resulta de uma dissertação de mestrado) centrou-se nas duas principais fases de emigração madeirense para a Venezuela. A primeira, de 1940 a 1960, corresponde, por um lado, a uma emigração por necessidade, devido ao excesso demográfico, e, por outro, à aventura e desejo de “enriquecer” com negócios próprios. A segunda, de 1961 a 1974, está relacionada com a fase da Guerra Colonial em África, altura em que muitos jovens partiram para não serem obrigados a exercer serviço militar.

A autora explica que, partindo de várias fontes, baseia a sua pesquisa numa «amostra de entrevistas de emigrantes madeirenses, em informação veiculada pela imprensa local, em alguma documentação histórica e na repercussão deste fenómeno na literatura madeirense, sendo, todavia, a ligação familiar ao fenómeno das mobilidades aquela que motiva esta abordagem e que confirma o interesse da segunda e terceira gerações pelo aprofundamento das suas raízes e pela emigração madeirense».

A obra junta documentos, artigos de jornais, anúncios, histórias de vida e textos literários, dando, deste modo, uma ideia global desta tão importante mobilidade.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A CPLP mais perto das pessoas
Francisco Ribeiro Telles
Secretário Executivo da CPLP
Gestão multicultural das equipas
António Cunha Meneses Abrantes
Professor Auxiliar na ICN Business School de Nancy
Já se ouve o Fado na Eslovénia
João Pita Costa
Editor da revista luso-eslovena Sardinha
DISCURSO DIRETO
Memórias e recordações da emigração portuguesa na Alemanha
Daniel Bastos
PORTUGAL
«Existe muita exploração laboral perpetrada por portugueses»
Luísa Semedo
FRANÇA
«Mercado chinês tem potencial para as empresas portuguesas»
José Augusto Duarte
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ