ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Arquitetura portuguesa moderna é destaque em universidade na Alemanha
Revista PORT.COM • 02-Dez-2018
Arquitetura portuguesa moderna é destaque em universidade na Alemanha



A Universidade de Tubinga, na Alemanha, está a realizar um ciclo de conferências sobre a arquitetura moderna em Portugal, focando-se na geração pós Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura.

Organizada há mais de 20 anos pela Sociedade de História de Arte de Tubinga e pela Câmara dos Arquitetos, a série de palestras “Arquitetura Hoje”, já se tornou num «conhecido fórum de tendências, opiniões e projetos de arquitetura, que cativou um enorme interesse e audiência», revela a Ursula Schwitalla, membro da organização e especializada em arte e arquitetura contemporâneas.

Este ano, o país escolhido é Portugal porque, de acordo com a historiadora de arte, «é muito interessante perceber como um país caiu da sua posição de poderio colonial, ao longo dos séculos, para um lugar menor, durante a ditadura, com uma arquitetura representacional quase excluída das tendências modernas da Europa».

«No período após a ditadura, a habitação social tornou-se a expressão da arquitetura contemporânea de Portugal. Com a adesão à União Europeia, em 1986, e graças ao crescimento do turismo, a indústria da construção também começou a recuperar. No entanto, com a Expo 98, em Lisboa, surgiu uma nova consciência das intervenções urbanas, a revitalização dos alqueives industriais, a modernização de centros históricos ou periferias esquecidas», disse à Lusa Ursula Schwitalla, historiadora de arte.

A organizadora deste ciclo de conferências, na Universidade de Tubinga, recorda que os últimos dez anos «fizeram de Portugal um país de emigração, com muitos jovens arquitetos a irem para o Brasil ou para Angola, o que levou a uma estagnação da arquitetura.»

Para Ursula Schwitalla, os dois vencedores do Prémio Pritzker, Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura, «moldaram o cenário arquitetónico português durante muitos anos.»

Ao longo de duas décadas, já passaram pelos ciclos de conferências da Universidade de Tubinga, arquitetos internacionais como Zaha Hadid, Richard Meier, Daniel Libeskind, Peter Zumthor, Kazuo Sejima, Ben van Berkel e Alejandro Aravena, entre outros.

A próxima conferência está marcada para dia 15 de janeiro, com a presença de João Luís Carrilho da Graça.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A CPLP mais perto das pessoas
Francisco Ribeiro Telles
Secretário Executivo da CPLP
Gestão multicultural das equipas
António Cunha Meneses Abrantes
Professor Auxiliar na ICN Business School de Nancy
Já se ouve o Fado na Eslovénia
João Pita Costa
Editor da revista luso-eslovena Sardinha
DISCURSO DIRETO
Memórias e recordações da emigração portuguesa na Alemanha
Daniel Bastos
PORTUGAL
«Existe muita exploração laboral perpetrada por portugueses»
Luísa Semedo
FRANÇA
«Mercado chinês tem potencial para as empresas portuguesas»
José Augusto Duarte
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ