ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Festas de Campo Maior no Inventário do Património Cultural Imaterial
Revista PORT.COM • 13-Dez-2018
Festas de Campo Maior no Inventário do Património Cultural Imaterial



As tradicionais Festas do Povo de Campo Maior, no distrito de Portalegre, passaram a estar inscritas no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, o que deixou satisfeitos autarcas e responsáveis regionais do setor turístico.

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) justificou a decisão favorável alegando um dos fundamentos foi a importância de que se reveste esta manifestação do património cultural imaterial, enquanto «reflexo da identidade» da comunidade em que a tradição se originou e se pratica.

Tradição secular e realizadas pela última vez em 2015, as festas são conhecidas por apresentarem dezenas de ruas "engalanadas" com flores de papel.

A iniciativa, promovida pela Associação das Festas do Povo de Campo Maior, envolve a ornamentação das ruas, sobretudo do centro histórico, com milhares de flores em papel feitas pela população.

As festas só se realizam quando a população da vila alentejana quer e são reconhecidas internacionalmente pela sua "originalidade e cariz popular", com os habitantes a prepararem, durante meses, a ornamentação das ruas.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, manifestou-se «bastante satisfeito» por ter sido dado este passo por parte da DGPC.

De acordo com Ceia da Silva, a partir de agora, é possível candidatar as festas à classificação de Património Cultural Imaterial da Humanidade, em 2019, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

«Podemos obter mais um 'selo', que é de grande reconhecimento por uma festa ímpar, única, que tem características muito interessantes do ponto de vista popular e que esperamos que seja Património da Humanidade», disse.

«Sabemos que são processos morosos, mas tudo indica que, pelos contactos que mantemos, que existem fortes possibilidades de as festas serem classificadas no próximo ano», acrescentou.

A preparação das Festas do Povo de Campo Maior é feita rua a rua, sendo que o trabalho desenvolvido em cada uma delas fica em segredo, mesmo para amigos e familiares dos moradores, e só é dado a conhecer na noite da enramação (quando são decoradas as ruas).

Em 2015, perto de 7.500 voluntários prepararam a última edição das Festas do Povo, na qual participaram 99 ruas, numa extensão de cerca de 10 quilómetros.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ