ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Google Arts & Culture permite visitar arte portuguesa a partir de qualquer parte do mundo
Revista PORT.COM • 16-Jan-2019
Google Arts & Culture permite visitar arte portuguesa a partir de qualquer parte do mundo



Mais de 3.000 obras de arte e de 80 exposições portuguesas podem ser vistas virtualmente, através da Internet, em 360 graus e com ampliação ao detalhe, graças ao projeto 'Portugal: Arte e Património'

O projeto é uma parceria do Google Arts & Culture com a Direção-Geral do Património Cultural, que permite disponibilizar para o mundo inteiro mais de 3.000 obras do património cultural português, mais de 80 exposições virtuais (mais de 60 exposições e 20 'tours' de realidade virtual), e ainda uma viagem pelos marcos históricos descritos no guia para turistas de Fernando Pessoa, em 1925, no Google Earth.

A arquitetura, o teatro, a música, a história de Inês de Castro, mulheres que quebraram barreiras e uma viagem com Luís Vaz de Camões são as temáticas abrangidas pelas 'tours' em realidade virtual, dando a conhecer mais aprofundadamente os diferentes aspetos que compõem o património de Portugal.

Para tal, 22 instituições disponibilizaram as suas coleções, permitindo assim ir além do espaço físico, e abrir portas para que pessoas de todo o mundo possam conhecer a cultura portuguesa.

Para a ministra da Cultura, Graça Fonseca, esta é uma «extraordinária mais-valia para os nossos museus e monumentos, fundamentalmente para o nosso país».

«Com esta presença dos museus e monumentos nacionais na plataforma Google Arts & Culture, com mais de 3.000 obras digitalizadas e mais de mil em alta resolução, vai nos permitir a todos ver detalhes e conhecer histórias que provavelmente não conhecíamos», afirmou.

A ministra deu como exemplo o rinoceronte que está na Torre de Belém virado para o rio Tejo, e que não é fácil de ver tão próximo como a plataforma permite ver, e saber a história de por que é que há um rinoceronte na Torre de Belém.

Outro exemplo apontado pela governante como uma das possibilidades da plataforma é o de conhecer a história da razão por que a NASA decidiu atribuir o nome de Maria Helena Vieira da Silva a uma das suas crateras e «o que isso representa em termos de projeção internacional de um dos nomes maiores da cultura portuguesa».

Entre as mais de 3.000 obras de arte portuguesas digitalizadas no Google Arts & Culture, contam-se peças representativas da influência dos portugueses na arte japonesa, os icónicos azulejos, os coches e os grandes nomes da arte portuguesa.

Graça Fonseca sublinhou que este projeto é uma viagem pela cultura portuguesa, que tem a potencialidade de «mostrar o que não [se consegue] ver nem alcançar» e o «potencial de internacionalização», permitindo que alguém a muitos milhares de quilómetros se possa interessar e vir a Portugal ver presencialmente o património cultural.

A ministra lembrou ainda uma componente importante da tecnologia que é a de permitir «preservar espólios muito importantes, e é importante, com alguns incidentes graves que aconteceram recentemente, felizmente não em Portugal, a possibilidade de preservar para sempre o nosso património».

Graça Fonseca aludia ao incêndio no Museu Nacional do Brasil, em 2018, que consumiu o seu acervo cultural, incluindo peças ligadas a Portugal.

As coleções de Portugal: Arte e Património estão disponíveis neste site e na aplicação do Google Arts & Culture.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Macau: uma oportunidade ainda a descobrir
Alberto Carvalho Neto
Presidente da AJEPC
A importância da participação eleitoral nas comunidades
José Luís Carneiro
SECP
4 pilares para a prevenção de Alzheimer
George Perry
Diretor da Fac. de Ciências da Univ. do Texas
DISCURSO DIRETO
A preservação da memória e identidade da emigração portuguesa na toponímia
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Portugal a votos
José Caria, Diretor-Adjunto da PORT.com
PORTUGAL
Lusos em Luanda
Jack Soifer, Consultor Internacional
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ