ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Bailarina portuguesa de 12 anos conquista três medalhas de ouro nos EUA
Revista PORT.COM • 22-Jan-2019
Bailarina portuguesa de 12 anos conquista três medalhas de ouro nos EUA



Carolina Costa tem 12 anos e acaba de regressar a casa com mais três medalhas de ouro, que ganhou a dançar no Ballet Beyond Borders.

A jovem bailarina Carolina Costa conseguiu o primeiro lugar nas três categorias em que participou, no escalão de estudante - solo contemporâneo, solo clássico, de Le Corsaire, e pas de deux, de Flames of Paris, que dançou com o também português Francisco Gomes -, juntando-se a grandes bailarinos de vários países, como Canadá, Coreia do Sul, China, EUA, México, Itália e Roménia, entre outros.

A portuguesa faz, atualmente, parte do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez, em Leiria. «É uma escola conhecida em todo o mundo», destacou.

«Estou muito feliz por receber estes prémios, na primeira vez que eu participo numa competição tão especial, que foi uma oportunidade única de partilhar o palco com os bailarinos e as bailarinas que são reconhecidos mundialmente e em cada dia da competição, tanto nas aulas, como durante as atuações, aprendi imenso», afirmou Carolina Costa ao jornal Sol.

No ano passado, a jovem bailarina recebeu um voto de louvor da Assembleia da República, proposto pelo PSD.

«Carolina Costa teve uma participação histórica no Dance World Cup 2018, o maior concurso mundial de dança, que este ano ocorreu em Sitges», na região de Barcelona e que «envolveu mais de 12 mil bailarinos, de todo o mundo, com idades entre os quatro e os 25 anos», lia-se no voto então apresentado pela bancada social-democrata.

Carolina Costa nasceu em Braga em outubro de 2006 e com apenas três anos iniciou o seu percurso na dança, integrando aos oito anos a Ent’artes – Escola de Dança de Braga, participando em vários saraus, eventos e espetáculos.

O próximo destino já está marcado e leva-a de volta à terra que a viu nascer: o Dance World Cup, que começa a 28 de junho em Braga.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ