ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Sacerdotes portugueses em França esperam participação de emigrantes e lusodescendentes nas JMJ 2022
Revista PORT.COM • 30-Jan-2019
Sacerdotes portugueses em França esperam participação de emigrantes e lusodescendentes nas JMJ 2022



Milhares de jovens de Paris devem deslocar-se a Lisboa.

Dois sacerdotes portugueses em missão pastoral na região de Paris esperam uma «participação significativa» de emigrantes e lusodescendentes na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2022, em Lisboa.

«Penso que Portugal se deve preparar: além de Espanha, que é vizinha, de Itália, que se mobiliza sempre muito, a França será também um país que vai participar em força na Jornada Mundial de 2022», referiu o padre Nuno Aurélio, reitor do Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Paris, à agência Ecclesia.

O sacerdote recorda que, em 2013, 2 mil jovens de Paris estiveram na JMJ do Rio de Janeiro, Brasil.

«Com certeza que para Lisboa, que fica bem mais perto e será bem mais barato, é possível chegar aos 5, 6 mil, só de Paris», projeta.

A imagem de Nossa Senhora de Fátima acompanhou as celebrações que reuniram milhares de jovens por ocasião da JMJ 2019, a partir da capital francesa.

«Vamos tentar continuar a chegar a outros jovens», assinala o padre Nuno Aurélio, observando que o anúncio de Lisboa foi recebido com «grande satisfação» em Paris, face à proximidade geográfica.

O reitor deseja uma aposta na «preparação e formação» da JMJ 2022.

«Espero que seja proposta de uma forma interessante, original, que motive os jovens a poder estar», precisa.

O padre Leandro Garcês, responsável pela comunidade portuguesa de Gentilly, nos arredores de Paris, sublinha que «os portugueses têm orgulho da sua pátria» e que a JMJ em Lisboa será um momento de grande mobilização, até porque a «deslocação não é longa».

«[A JMJ] vem valorizar o que somos e o que fazemos, como Igreja e como sociedade» disse o religioso.

O Vaticano anunciou, no dia 27, que Portugal vai acolher a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude, em 2022.

«Estas Jornadas têm marcado os países onde têm sucedido e Portugal não vai ficar atrás», deseja o padre Leandro Garcês.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ