ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Tem coragem para atravessar a lendária 'Ponte do Diabo'?
Revista PORT.COM • 10-Mar-2019
Tem coragem para atravessar a lendária 'Ponte do Diabo'?



Reza a lenda que a antiga passagem parece ter sido construída pelo próprio demónio.

É no norte de Portugal, mais precisamente na fronteira entre Montalegre e Vieira do Minho, que se encontra uma lendária ponte, que parece ter sido construída por alguma figura sobrenatural. Situada sobre o rio Rabagão, em pleno coração do Gerês, está a Ponte da Misarela, popularmente conhecida como a 'Ponte do Diabo'.

Estima-se que a estrutura pertença ao período medieval, principalmente devido ao estilo arquitetónico, que é tradicionalmente medieval. De qualquer forma, a ponte encaixa-se na perfeição no centro da densa vegetação do local.

Reza a história, que um temível bandido tentou escapar à justiça nas remotas montanhas, mas rapidamente viu-se cercado pelos perseguidores. Numa tentativa desesperada, este tentou saltar sobre o rio Rabagão, tendo ficado preso nas colinas que o rodeiam. Numa noite fria e tempestuosa, o bandido, que já não acreditava em Deus, decidiu pedir ajuda ao Diabo, invocando-o precisamente à meia-noite. O Demónio apareceu e perguntou-lhe qual era o seu desejo. O bandido afirmou que precisava de ajuda para atravessar o temível rio, tendo prometido entregar a sua alma em troca.

O pacto foi feito, sob a condição de que o bandido deveria andar sempre em frente, sem olhar para trás. Depois, o Diabo fez com que a fina ponte ruísse sobre a violenta corrente do rio. O bandido atravessou a ponte a correr, sem olhar para trás. Caso o tivesse feito, teria visto que a ponte se desfez antes que os seus perseguidores pudessem atravessá-la.

Anos mais tarde, o criminoso sentiu que estava a aproximar-se da morte. Achou que deveria arrepender-se do seu passado, tendo lamentado o acordo que fez com o Diabo, tentando assim reaver a sua alma. O bandido procurou a ajuda de um padre, na zona de Montalegre, no norte de Portugal. Seria possível resgatar a sua alma?

Disfarçando-se de agricultor, o padre decidiu ir até às montanhas, mais precisamente para próximo do rio Rabagão. Fez exatamente o mesmo que o bandido, tendo chamado o Diabo à meia-noite. Depois, pediu uma ponte para atravessar o rio, oferecendo em troca a sua alma.

À medida que a ponte de pedra começou a aparecer sobre o rio, o padre retirou um frasco com água benta de dentro da capa e despejou-a sobre a ponte, juntamente com um ramo de urze, enquanto recitava as palavras de um ritual de exorcismo.

O Diabo soltou um grito desesperado e desapareceu rapidamente, tendo deixado no ar um cheiro a peixe e enxofre. A ponte manteve-se no lugar.

A 'Ponte do Diabo' mantém-se naquele local desde então, com a sua arquitetura majestosa e pitoresca. Acredita-se que esta tenha propriedades sagradas.

De acordo com a lenda, caso uma mulher não consiga engravidar, ou caso esteja grávida mas preveja dificuldades ou um parto difícil, esta deve ir até ao arco da ponte, na companhia da família, com uma corda e um copo. O grupo deve esperar pela primeira pessoa a atravessar a ponte, que assim se tornará no padrinho ou madrinha do bebé.

Algumas fontes referem que o padrinho/madrinha deve baixar o copo até à água do rio, com recurso à corda. Depois, deve espalhar a água do copo sobre o ventre da mulher, enquanto recita uma reza que proclama que a criança dever-se-á chamar Gervásio, caso seja um rapaz, ou Senhorinha, caso seja uma rapariga.

A viagem até Misarela deve ser repetida até que estejam reunidas as condições ideais. A lenda refere que todos os fetos que lá são batizados sobrevivem. A lenda refere que, há centenas de anos, diversas crianças com o nome de Gervásio e Senhorinha juntavam-se para celebrar o ritual, que poderá ter-lhes salvo a vida.

No início do século XIX, as tropas francesas usaram a ponte para fugir aos militares britânicos e portugueses, durante a Guerra Peninsular. Estes terão corrido, tal como o bandido. 

A ponte é elogiada pela sua excelente construção, sendo suportada por paredes de granito sobre as margens do rio.

Outra lenda afirma que a enorme rocha que se encontra sobre um dos lados da ponte é o 'Púlpito do Diabo'. Acredita-se que é nesse local que o Diabo reza, à meia-noite, ao conselho das bruxas.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
As vivências da emigração portuguesa nos palcos do teatro
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ