ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Pianista português nos EUA antes de estreia no Carnegie Hall
Revista PORT.COM • 22-Abr-2019
Pianista português nos EUA antes de estreia no Carnegie Hall



O pianista Vasco Dantas participa esta semana no Festival Piano on the Rocks, no Arkansas, nos Estados Unidos, e atua em Filadélfia, antecipando a sua estreia em novembro no Carnegie Hall, em Nova Iorque.

Vasco Dantas toca de 26 a 28 deste mês no Festival Piano on the Rocks, em Sedona, cidade no Estado norte-americano do Arizona, onde se apresentou no ano passado.

No dia 26, na Igreja de Red Rocks, toca a solo Arabesques sobre 'Danúbio Azul'", de Johann Strauss e Schulz-Evler, e 'El Choclo', de Angel Villobo, segundo transcrição de Kyoko Yamamoto, com Sandrine Erdely-Sayo.

No dia seguinte, o pianista português apresenta-se na Igreja Metododista Unida para interpretar obras de Maurice Ravel e Claude Debussy. Finalmente, no domingo, dia 28, neste mesmo templo, apresenta-se a solo numa peça de Sergei Rachmaninoff, e acompanha a meio-soprano Carla Canales, num recital de canções de câmara de Georges Bizet e Leonard Bernstein.

Vasco Dantas tem a sua estreia no Carnegie Hall, em Nova Iorque, prevista para o dia 17 de novembro, um palco onde, na área clássica tocaram já os portugueses Maria João Pires, José Sequeira Costa e Paulo Santiago, ente outros.

"Para 2020" está previsto a edição do terceiro álbum do pianista, que foi gravado com a violoncelista Isabel Vaz, da Noord Nederlands Orkest, da Holanda, e do violinista Tomás Costa, da Orquestra Gulbenkian. Este CD é dedicado ao compositor Luís de Freitas Branco (1890-1955).

Vasco Dantas nasceu em 1992, começou a estudar piano aos quatro anos e apresentou-se em público aos seis, no Museu do Carro Elétrico, no Porto. Foi aluno do Conservatório de Música do Porto, onde estudou com a professora Rosgard Lingardson, terminando o curso com a nota máxima. Paralelamente, estudou violino, tendo feito parte de várias orquestars como Momentum Perpetuum, Orquestra XXI e a Metropolitana de Lisboa Júnior, como concertino.

Completou a licenciatura em Música com distinção no London Royal College of Music, sob a orientação de Dmitri Alexeev e Niel Immelman, estudando também direção de orquestra com Peter Stark e Natalia Luis-Bassa. Terminou o mestrado em Performance com nota máxima sob a orientação de Heribert Koch, na Universidade de Münster, na Alemanha, onde foi aceite para doutoramento 'Konzertexamen'.

Segundo o 'site' do pianista, já obteve "mais de 50 prémios" em concursos internacionais, entre os quais o 1.º Prémio no Concurso de Interpretação do Estoril, o 'Grand Prix' na Competição Internacional de Piano de Valletta, em Malta, e o Prémio Especial no Concurso Internacional Princesa Lalla Meryem, em Marrocos.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ