ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Prémios de Música Portuguesa distinguiram artistas de sete países
Revista PORT.COM • 20-Mai-2019
Prémios de Música Portuguesa distinguiram artistas de sete países



Os Prémios Internacionais de Música Portuguesa (IPMA) distinguiram músicos portugueses, lusodescendentes e de países lusófonos na noite de sábado, com a presença de artistas internacionais e um público de cerca de mil pessoas em New Bedford, nos Estados Unidos.

A sétima edição dos IPMA realizou-se no centro de artes Zeiterion e contou com atuações dos portugueses Rita Guerra, Sam The Kid, João Pedro Pais, Nuno Bettencourt, The Code e dos lusodescendentes Cordeone e Rebecca Correia, numa cerimónia que premiou artistas de sete países.

Momentos musicais num palco mais pequeno colocado no meio do público, utilizado pelo guitarrista Nuno Bettencourt, que tocou o hino português na guitarra, ou pelo cantor João Pedro Pais, tornaram a noite mais intimista.

Já Rita Guerra, Sam The Kid, Cordeone e The Code protagonizaram os momentos com mais ritmo do espetáculo.

Todas as atuações receberam o entusiasmo das cerca de mil pessoas presentes, aliadas à apresentação do espetáculo por Ricardo Farias e Cátia Aldeagas, e ao entretenimento pelo comediante Mike Rita.

O fado, a música tradicional e a música popular foram três categorias que distinguiram Cordeone, de França, os açorianos Ronda da Madrugada e Michelle Madeira, artista do Canadá.

Os IPMA começam pela candidatura 'online' de artistas lusodescendentes ou de países lusófonos, que passam a estar nomeados nas categorias se forem um dos quatro mais votados pelo público. Este ano, segundo os apresentadores, chegaram participações de 100 países.

A canção do ano dos IPMA é "Xtoria D'bo Manera", cantada pelo cabo-verdiano Roy Job, escrita em conjunto com Kyle Job, dos Estados Unidos.

O cantor Roy Job disse que este foi o quarto prémio que recebeu no percurso de uma semana e agradeceu à família e ao povo português e cabo-verdiano.

«Portugal, Cabo Verde... One Love», disse o cantor.

Também os cabo-verdianos Tito Paris e Cremilda Medina foram distinguidos na categoria de música internacional, pela canção "Nôs Morna".

«Estou emocionada porque este ano a morna está candidata ao Património Imaterial Cultural da Humanidade», disse Cremilda Medina, depositando esperanças em que este género musical passe a estar na lista da UNESCO e acabando a sua intervenção com frases em crioulo.

A categoria de rock foi conquistada por Social Hysteria, do Canadá, que aproveitou para «mandar um abraço ao pessoal da Batalha, de Leiria e de Toronto».

Peter Serrado, também do Canadá, foi reconhecido como novo talento, depois de concorrer contra Lioness, do Luxemburgo.

A banda The Code, proveniente dos Açores, atuou com a bandeira da região autónoma na mão e ganhou também o prémio de melhor videoclip musical.

As categorias de dança, rap e hip-hop e Pop tiveram como vencedores, respetivamente, Sabrina Alves (África do Sul), Andy Scotch (Portugal) e Sarah Pacheco (dos Estados Unidos).

As mães portuguesas foram também estrelas da noite, com várias homenagens pela sua dedicação aos filhos e pela comida que preparam.

Os IPMA são já um evento anual e conhecido da cidade de New Bedford, nos Estados Unidos, uma localidade portuária onde vivem muitos imigrantes portugueses e lusodescendentes, principalmente dos Açores.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ