ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Portugal inaugura o primeiro Museu do Triciclo
Revista PORT.COM • 29-Set-2016
Portugal inaugura o primeiro Museu do Triciclo



A inauguração realiza-se amanhã e a cerimónia conta com a presença do secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro.

O primeiro Museu do Triciclo do país é inaugurado amanhã, em Mesão Frio, e reúne centenas destes pequenos veículos de três rodas que foram adquiridos ao longo dos anos pelo proprietário Jorge Rodrigues.

“Nunca tive nenhum triciclo em pequenino, nem na minha freguesia havia nenhum triciclo (…). Quando comecei a ver triciclos, peças tão bonitas, comecei a adquiri-las. Pensei: ‘já que não tive em pequenino, vou começar a ter agora'”, afirmou Jorge Rodrigues à agência Lusa.

O empresário, de 39 anos e natural de Teixeiró, Baião, concretiza um sonho com a abertura do museu ao público no sábado.

Jorge comprou a primeira peça aos 22 anos e contabiliza já centenas, umas mais antigas, outras mais recentes. À boleia dos triciclos, dos mais variados tamanhos e feitios, de metal ou madeira, vieram os carrinhos, os cavalinhos, os carrinhos de bonecas e os carrinhos de bebé e as bicicletas. Há bicicletas de dois lugares e até uma antiga que possui uma roda muito grande e outra pequena.

Para a coleção inicial foram selecionadas 60 peças.

“O que eu quero é que quem vem visitar o museu sinta que são peças antigas e bonitas e que são peças que contam histórias”, frisou.

 

Triciclos da Europa, Ásia e América

O museu está instalado na antiga da casa da Quinta de São José, onde Jorge Rodrigues começou a trabalhar aos oito anos, primeiro sazonalmente, na vindima, e mais tarde a tempo inteiro.

A vida dá muitas voltas e, depois de passar por Lisboa e por França, depois de trabalhar na construção e na apanha do morango, acabou por criar a sua própria empresa de construção civil, que lhe permitiu fazer “o negócio de sonho”.

A antiga proprietária da quinta queria fazer obras numa outra propriedade. Jorge queria comprar a quinta onde trabalhou em criança e, por isso, resolveram trocar. O empresário fez as obras e ficou com a propriedade.

A sala principal do museu fica organizada por temas, uma amostra dos vários tipos de peças recolhidas pelo colecionador, a história dos triciclos (dos primeiros modelos aos mais recentes), as fábricas e o uso deste veículo como modo de transporte.

O espaço tem ainda uma espécie de armazém onde ficarão guardadas as muitas outras peças que não vão integrar a exposição.

A coleção possui peças de toda a Europa, da Ásia e Estados Unidos da América (EUA), algumas das quais remontam aos inícios do século XIX.

Ao longo dos anos, Jorge Rodrigues investiu milhares de euros na aquisição dos veículos, o mais caro dos triciclos quais custou 12.000 euros e já pagou 6.000 euros por uma bicicleta. Mas muitas das peças também foram doadas.

“Eu falo de coração e ao falar de coração as pessoas cedem-me as peças”, frisou.

O presidente da Câmara de Mesão Frio, Alberto Pereira, também contribuiu com um pequeno triciclo de madeira que foi construído pelo seu pai.

O autarca destacou a importância deste museu, sublinhando que será um motivo de atração de turistas para este concelho do distrito de Vila Real.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
Açorianos no mundo
Daniel Bastos
Historiador
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ