ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Coprodução portuguesa financiada por fundos da Berlinale
Revista PORT.COM • 13-Jul-2019
Coprodução portuguesa financiada por fundos da Berlinale



O filme 'Corte Real', uma coprodução de Portugal e do Brasil, vai ser apoiado pela Berlinale World Cinema Fund (WCF) com um financiamento de 30 mil euros.

Na 30.ª sessão do júri da Berlinale WCF, o júri recomendou a contribuição para o financiamento de 13 projetos cinematográficos da Argentina, Equador, Tailândia, Filipinas, Colômbia, Nigéria, África do Sul, Senegal e Brasil.

Segundo o comunicado da Berlinale, quatro projetos de filmes - da Argentina, Equador e Filipinas - foram propostos para o financiamento da produção. No âmbito do programa de financiamento adicional, o WCF Europe, foram também anunciadas três recomendações para a produção de projetos da Tailândia, Colômbia e Brasil.

Um desses é 'Corte Real', dirigido pela brasileira Júlia de Simone e produzido por Anavilhana (Brasil) e Uma pedra no sapato (Portugal), que vai receber um apoio de 30 mil euros.

Ainda na categoria de WCF Europe, foram escolhidas as longas-metragens 'Anatomy of Time', do realizador Jakrawal Nilthamrong, da Tailândia, com produção da Diversion, também tailandesa, com um apoio de 40 mil euros, e 'La Jauría', realizado pelo colombiano Andrés Ramírez Pulido, e produzido por Valiente Gracia (Colômbia) e Alta Rocca Films (França), que receberá 30 mil euros.

Para financiamento de produção WCF foram escolhidos 'Eureka', do realizador argentino Lisandro Alonso, uma coprodução argentina (4L) e alemã (Komplizen Film', que serão contemplados com 50 mil euros; 'Octopus Skin', realizado por Ana Cristina Barragán, do Equador, uma coprodução do Caleidoscopio Cine (Equador) e unafilm (Alemanha), que recebem 40 mil euros; 'Las mil y una', de Clarisa Navas, também argentina, uma produção da Varsovia Film (Argentina) e Autentika Films (Alemanha), com um financiamento de 30 mil euros; e 'Aswang', realizado por Alyx Ayn Cacanindin (Filipinas), com produção da também filipina Cinematografica Films, um documentário que terá um apoio de 37 mil euros.

Quatro recomendações foram feitas para o financiamento da distribuição através do WCF: o filme sul-africano 'The Harvesters', de Etienne Kallos, receberá financiamento de 26.400 euros através do WCF Europe para lançamento na África do Sul, Polónia e França.

'La familia sumergida', de María Alche (Argentina), 'No Date no Assinatura', de Vahid Jalilvand (Irão) e 'La Flor de Mariano LLinás' (Argentina) receberão fundos de distribuição para um lançamento em alemão.

Para o programa especial WCF Africa, foram apontados mais dois projetos para financiamento: um do Senegal e outro da Nigéria e África do Sul.

O documentário 'Tribunal du Fleuve', de Alassane Diago (Senegal), com produção de Karokinka (Senegal) e maja.de (Alemanha), e a longa-metragem 'A Lenda da Rainha Vagabond de Lagos', dos realizadores Elijah Segun (Nigéria) e James Tyler (África do Sul), produção de Slume Dwellers International (África do Sul), financiados com 40 mil euros cada um.

O júri do WCF, composto pela curadora Anna Hoffmann (Alemanha), a produtora de documentários Marta Andreu (Espanha), o produtor Roman Paul (Alemanha) e o gerente de projetos do WCF, Vincenzo Bugno, fez uma seleção com base em 199 inscrições provenientes de um total de 62 países.

Para o WCF África, juntaram-se os jurados adicionais Alex Moussa Sawadogo (Burquina Faso), produtor, diretor do festival de Afrikamera e diretor artístico do Ouaga Film Lab, e Dorothee Wenner (Alemanha), delegada da Berlinale na África Subsaariana.

As recomendações de financiamento totalizam 386.400 euros.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
As vivências da emigração portuguesa nos palcos do teatro
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ