ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Livro sobre Gérald Bloncourt e o nascimento da democracia portuguesa apresentado no Minho
Revista PORT.COM • 10-Out-2019
Livro sobre Gérald Bloncourt e o nascimento da democracia portuguesa apresentado no Minho



A obra «Gérald Bloncourt – Dias de Liberdade em Portugal», é apresentada no próximo dia 18 de outubro, às 21 horas, no Auditório da Biblioteca Municipal de Fafe.

Concebida pelo historiador Daniel Bastos, a partir do espólio singular de Gérald Bloncourt, um dos grandes nomes da fotografia humanista, a obra constitui uma viagem ao “tempo dos sonhos cheios de esperança, da afirmação da cidadania, da construção de uma sociedade mais livre e mais justa”.  

A apresentação de “Gérald Bloncourt – Dias de Liberdade em Portugal”, uma edição trilingue com tradução de Paulo Teixeira, e prefácio do coronel Vasco Lourenço, Presidente da Direção da Associação 25 de Abril, estará a cargo do conhecido advogado e comentador, Luís Marques Mendes. 

Neste livro, realizado com o apoio da Associação 25 de Abril, uma das instituições de referência do Portugal democrático, é revelada uma parte pouco conhecida do espólio de Gérald Bloncourt, afamado fotógrafo que imortalizou a emigração portuguesa em França nos anos 60 e 70, mas que foi também um espectador privilegiado da explosão de liberdade que tomou conta do país após a Revolução de 25 de Abril de 1974. 

Através de imagens até aqui praticamente inéditas, a obra aborda factos históricos que medeiam a Revolução dos Cravos e a celebração do Dia do Trabalhador na capital portuguesa. Designadamente, a chegada do histórico líder comunista Álvaro Cunhal ao Aeroporto de Lisboa, a emoção do reencontro de presos políticos e exilados com as suas famílias, o caráter pacífico e libertador da Revolução de Abril, e as celebrações efusivas do 1.º de Maio de 1974, a maior manifestação popular da história portuguesa.

Segundo Vasco Lourenço, este livro ilustrado pela lente humanista de Bloncourt, fotógrafo que faleceu no ano passado, e cujas fotografias sobre a emigração portuguesa integram o espólio do Museu das Migrações e das Comunidades de Fafe, constitui uma viagem ao “tempo dos sonhos cheios de esperança, da afirmação da cidadania, da construção de uma sociedade mais livre e mais justa, do fim e do regresso de uma guerra sem sentido com a ajuda ao nascimento de novos países independentes, onde a língua portuguesa continuou a ser o principal factor congregador”.

Refira-se que a edição da obra deveu-se em grande parte ao mecenato de empresas da diáspora, e que esta sessão que será abrilhantada pelo cantor Carlos Miguel antecede a cerimónia de homenagem pública que a comunidade portuguesa em França vai realizar no dia 26 de outubro, no Museu Nacional da História da Imigração em Paris, no âmbito do primeiro aniversário do falecimento de Gérald Bloncourt. 

Daniel Bastos (ao centro, na foto em galeria), foi responsável, em 2015, pela realização do livro de Gérald Bloncourt (à dir.) “O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”, que retrata a emigração portuguesa para França nos anos 60 e 70, e que contou com prefácio de Eduardo Lourenço e tradução de Paulo Teixeira (à esq.)

 

 


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
As comunidades portuguesas e o desenvolvimento de Portugal
Berta Nunes
secretária de Estado das Comunidades
O desastre consular e o deputado das comunidades
José Cesário
, Deputado do PSD por Fora da Europa
A ameaça das Redes Sociais e a tomada de consciência
José Caria
Diretor-adjunto da PORT.COM
DISCURSO DIRETO
Mensagem de Natal
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República
PORTUGAL
O português que conquistou notoriedade na PGR do Brasil
Alcides Martins, PGR do Brasil
PORTUGAL
Sagres e Luso:Tradição e Modernidade
Nuno Pinto Magalhães
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ