ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Vhils inaugura primeira exposição individual no Cincinnati Contemporary Arts Center
Revista PORT.COM • 15-Jan-2020
Vhils inaugura primeira exposição individual no Cincinnati Contemporary Arts Center



Uma nova exposição individual do artista português Alexandre Farto, também conhecido como Vhils – Haze – abre as portas a 21 de fevereiro de 2020 no Cincinnati Contemporary Arts Center, apresentando um novo corpo de trabalho que abrange parte da ampla gama de técnicas e suportes inovadores que, ao longo da última década, deram forma à sua inconfundível linguagem visual.

Procurando estabelecer um diálogo subtil com o icónico edifício projetado pela reconhecida arquiteta iraquiana-britânica Zaha Hadid, a exposição ocupa dois andares da instituição – uma das primeiras dedicadas à arte contemporânea nos EUA –, cativando o público com uma diversidade de obras, maioritariamente site-specific, materializadas em vários suportes, incluindo portas de madeira esculpidas, dioramas esculturais, peças de pequeno e grande formato com aglomerados de cartazes esculpidos à mão, instalações vídeo imersivas e composições de gesso cartonado esculpido, entre outras. Numa absoluta estreia mundial, Vhils também irá realizar uma das suas célebres obras com recurso a explosivos dentro de uma instituição artística.

Reconhecido por interagir diretamente com a realidade tangível dos locais em que trabalha, Vhils irá criar algumas peças com materiais recolhidos nas ruas de Cincinnati. Tendo visitado os Estados Unidos pela primeira vez em 2008 para uma exposição coletiva em Nova Iorque, o artista entretanto já viajou e trabalhou extensivamente por todo o país, tendo deixado marca em vários Estados e cidades, incluindo Baltimore (2012), Chicago (2018), Detroit (2014), Fort Smith (2015), Honolulu (2014), Las Vegas (2013), Los Angeles (2010, 2011, 2014 e 2018), Miami (2011 e 2018), Filadélfia (2013) e San Diego (2010). Vhils vê com prazer o seu regresso a Cincinnati (Ohio), cidade que visitou pela primeira vez em Abril de 2011, tendo ali deixado um dos seus icónicos murais em baixo-relevo numa parede na 301 West Fifth Street. Numa segunda visita, em Outubro passado, criou um outro mural por ocasião do BLINK Cincinnati – Light-based Art Festival, no qual prestou homenagem ao abolicionista e político americano John Mercer Langston (1829 – 1897).

Como tem sido habitual na sua prática corrente, com Haze o artista irá aproveitar a oportunidade para criar uma interação entre a realidade local e o contexto global mais amplo, como forma de refletir sobre a condição humana atual.

Como explica o próprio Vhils, «esta exposição pode ser vista como uma continuação direta – e, de certa forma, como o culminar – do trabalho que tenho vindo a desenvolver ao longo da última década em vários locais na Europa, África, Ásia, Oceania e nas Américas, que tem explorado uma variedade de tópicos relacionados com a natureza dos nossos ambientes urbanos contemporâneos, o modelo dominante de desenvolvimento globalizado, e o seu impacto em contextos culturais e identidades pelo mundo fora».

A exposição irá incluir diversas obras site-specific desenvolvidas como uma manta de retalhos a partir de uma ampla variedade de temas, pessoas e materiais provenientes de locais como Cincinnati, Miami, Los Angeles, Nova Iorque, Cidade do México, Bogotá, Rio de Janeiro, Lisboa, Paris, Londres, Hong Kong, Pequim, Xangai, Dakar, Joanesburgo, Sydney e outras cidades onde o artista trabalhou.

«Esta justaposição intencional de materiais e temas espelha a interacção entre elementos de várias culturas que observamos hoje nos grandes ambientes urbanos globalizados, e procura tanto confrontar quanto estabelecer um diálogo que explora as semelhanças e as diferenças entre eles», refere Vhils.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
Pacto Ecológico Europeu – uma primeira avaliação
Francisco Ferreira
Presidente da Direção da ZERO
Nação luso-brasileira
Igor Pereira Lopes
Jornalista e escritor
DISCURSO DIRETO
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
O Devir da Lusofonia
Isabelle de Oliveira, Investigadora
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ