ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Filme português «Pecado Fatal» supera 3 milhões de visualizações
Revista PORT.COM • 05-Abr-2020
Filme português «Pecado Fatal» supera 3 milhões de visualizações



Seis anos depois da estreia, «Pecado Fatal» é o primeiro filme português a ultrapassar a marca de 3 milhões de visualizações no Youtube.

Em tempo de confinamento, por culpa da pandemia do COVID-19, que alterou fortemente os hábitos e as rotinas de vivência, esta longa-metragem de ficção está ter mais de seis mil visualizações por dia, o que implica que a cada 15 segundos alguém está a iniciar o visionamento deste filme.

O “Pecado Fatal” parece estar a ser o maior contributo do cinema português para os nossos tempos difíceis.

Para além deste número, outras versões do filme legendado ou dobrado noutras línguas estão espalhadas pela net, multiplicando este número de infoespetadores.

“Pecado Fatal”, que Luís Diogo produziu com o Cine Clube de Avanca e a Filmógrafo, é protagonizado por Sara Barros Leitão, Miguel Meira e João Guimarães, tendo contado ainda a participação de atores como José Eduardo, Monica Morado, Ângela Marques, Margarida Carvalho, João Melo e a cantora Daniela Galbin.

Integrando o TOP 10 dos filmes da Lusofonia, em 2014 esta longa-metragem de ficção foi o filme português mais premiado em festivais de cinema no estrangeiro.

Adquirido por uma multinacional americana, “Pecado fatal” tem estado em múltiplas exibições, nomeadamente em canais televisivos de cinema, legendado e dobrado em variadíssimas línguas.

Tendo sido exibido na RTP2, o filme chegou ao Youtube e transformou-se num sucesso de visualizações e comentários.

As atuais 3 milhões de visualizações de “Pecado fatal” ultrapassam assim as 2,4 milhões de visualizações da curta metragem “A curva” do cineasta David Rebordão, que durante anos foi o filme português mais visto no Youtube.

“Pecado fatal” conta uma história de equívocos e paixão que vive no limbo de um pecado irrevelável. Lila procura reconstruir um puzzle onde algumas peças faltam e outras não se encaixam, um puzzle iniciado 20 anos antes.

Luís Diogo é também o realizador da longa metragem “Uma Vida Sublime”, um filme que em 2018 recebeu 34 prémios, tendo-se transformado no filme mais premiado do cinema português.

Nascido na Guiné-Bissau e sendo natural de Castelo Branco, formou-se em artes visuais pela Escola Superior de Educação da sua cidade, estudou cinema na ESAP do Porto e tem orientado e coordenado ações de formação em escrita cinematográfica, nomeadamente no Festival de Cinema AVANCA.

“Pecado Fatal”, que Luís Diogo produziu com o Cine Clube de Avanca e a Filmógrafo, foi rodado maioritariamente em Paços de Ferreira e Castelo Branco, tendo contado com vários apoios locais


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ