ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Voltaram as ostras do Sado
Revista PORT.COM • 05-Fev-2017
Voltaram as ostras do Sado



A memória de um produto que há algumas décadas fazia furor em Paris não se perdeu, ao contrário da restante produção nacional de ostras.

No século XIX, o estuário do Tejo era o maior banco natural de ostras da Europa e o estuário do Sado não lhe ficava muito atrás. Os mercados francês e inglês absorviam a maior parte da produção. Portugal chegou a exportar mais de 7 000 toneladas por mês.

Até meados do sec XX, a ostra setubalense chegou a empregar 4 000 pessoas na época da apanha, originando inclusive a formação de localidades, como é o caso do Faralhão. O progresso permitiu a implantação de estaleiros navais no Tejo e no Sado.

Ironicamente, estes estaleiros foram os responsáveis pela destruição das colónias de moluscos dos dois rios, incluindo as ostras. As tintas “antivegetativas” utilizadas nos casos dos navios continham um composto nocivo para a vida marinha.

Na atualidade, as ostras do Sado, estão a ressurgir graças a uma parceria da Universidade Nova de Lisboa com uma empresa de aquicultura. O projeto desenvolvido utiliza as capacidades biofiltrantes das ostras para conduzir a produção de forma sustentada.

As águas do Sado são tão ricas em nutrientes que em apenas oito meses as ostras de aquicultura atingem o tamanho comercial, processo que em França demora dois anos. Este processo permite que “Les Portugaises”, nome com que as ostras estão registadas, voltem a ter o sabor e a textura que tantos consumidores cativou por todo o mundo.


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Quanto 'vale' o investidor da Diáspora?
José Caria
Diretor Adjunto da PORT.COM
Sagres, uma marca de bebida com história e identidade
Nuno Pinto Magalhães
Diretor de Relações Institucionais da SCC
Felicidade? Lusodescendentes! Exemplo: São Paulo
Jack Soifer
Consultor Internacional
DISCURSO DIRETO
Encontro Intercalar na Madeira será iniciativa coroada de êxito
José Luís Carneiro, SEC
PORTUGAL
Invest Madeira: o epicentro da vontade dos investidores
Ana Filipa Ferreira, Dir. Invest Madeira
PORTUGAL
Sejam bem-vindos à Madeira!
Miguel Albuquerque
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ