ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

'Cantina-gourmet' portuguesa conquistou o novo Presidente francês
Revista PORT.COM • 09-Mai-2017
'Cantina-gourmet' portuguesa conquistou o novo Presidente francês



Emmanuel Macron gosta de vinho e de presunto portugueses, de uma boa conversa e fala com todos, do patrão ao empregado, na 'cantina gourmet' Da Rosa, em Paris, que já serviu Jacques Chirac.

José da Rosa, o patrão, é um amigo do francês eleito este domingo para presidência da República francesa, com quem fala de política, da família, de França e de Portugal, gostando de o aconselhar na descoberta de vinhos e produtos “gourmet” “made in Portugal”.

“O vinho que ele bebia de cada vez era um vinho do Douro. Também estou a importar o vinho do Pedro Vasconcelos e Sousa que tem uma adega que é uma das mais bonitas de Portugal que está no Alentejo, no Freixo. Eu disse há uns meses ao Emmanuel: “Tens que provar este que ainda é melhor que esse do Douro” e desde esse dia provou, gostou muito e quando vem é esse”, contou José da Rosa durante a campanha eleitoral.

Emmanuel Macron também gosta de beber, em ocasiões mais especiais, um copo do Freixo Family Collection, “o melhor do melhor”, e José da Rosa espera levar o vinho português para os salões do Palácio do Eliseu, onde o seu presunto pata negra já tinha deliciado o antigo presidente Jacques Chirac, mesmo a altas horas da noite.

“Também gosta de vinho, mas gostava muito de presunto. O presunto, ele guardava-o na cozinha dele privada, e quando acordava de noite ia cortar, bebia uma cerveja e cortava com a faca dele o presunto que a gente lhe vendia”, recordou.

À mesa de Emmanuel Macron, no restaurante “Da Rosa”, no bairro de Saint-Germain-des-Près, é habitual haver “presunto português ou espanhol pata negra, uma sopa do dia”, alcachofras italianas, “lardo di colonnata” italiano e o candidato ao Eliseu vai provando sugestões de José da Rosa, como um queijo português do Alentejo.

“Eu sempre lhe disse: ‘Um dia serás presidente, vais esquecer José da Rosa”. “Não, a gente é muito fiel”, disse-me ele e a Brigitte. “Depois da eleição, que passe ou não passe, eu estou aqui outra vez”, prometeu Emmanuel Macron, com José a afiançar que o facto dele ser eleito Presidente de França não vai modificar a amizade.

Pela “cantina gourmet” Da Rosa já passaram atores como Jean Dujardin, Marion Cotillard, Gilles Lellouche, Omar Sy e Vincent Lindon, políticos como o ex-primeiro-ministro Manuel Valls, o comissário europeu Pierre Moscovici ou o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Laurent Fabius, mas Emmanuel Macron e a esposa Brigitte são dos mais fiéis.

“Ele sempre foi muito humano com todas as pessoas, seja o patrão, o diretor, o empregado, o preto, o branco. É uma coisa que gosto muito no Emmanuel é ser tão humano que até pode parecer demais. Lembra-se do nome das pessoas. A Brigitte é uma pessoa muito simpática, agradável, que está muito, muito perto dele, ajuda-o muito e sempre vieram juntos”, afirmou.

José da Rosa foi “um dos primeiros fãs” de Emmanuel Macron, que recebe “há 11, 12 anos”, tendo acompanhado a sua carreira e tendo-lhe sugerido “há dois anos e meio”, quando ainda era ministro da Economia, para se candidatar a Presidente, ao que Macron respondeu que refletiria mais tarde, depois de concretizados os projetos no governo.

O franco-português de 52 anos, que chegou a França com seis anos, acredita que Macron “pode modificar a vida dos franceses e da França”, um país que precisa de “um eletrochoque”, e, por isso, votou no candidato centrista na primeira volta, repetiu na segunda volta, e sempre o defendeu perante os seus “800 clientes”, vizinhos, familiares e amigos.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Os empresários da diáspora e a valorização do património nacional
Daniel Bastos
Historiador
Políticas de apoio ao regresso prioridade no orçamento para 2019
Paulo Pisco
Deputado do PS
Portugal - um país e um povo em rede
Carlos Zorrinho
Eurodeputado do PS
DISCURSO DIRETO
A escassos dois minutos... de nada
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
O papel do IAPMEI no apoio às PME´s
Nuno Mangas, presidente do conselho diretivo do IAPMEI
PORTUGAL
«Queremos portugueses com mais oportunidades no país»
José Luís Carneiro, SEC
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ