ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Rede mundial de gastronomia portuguesa 'à prova' em Paris
Revista PORT.COM • 20-Out-2017
Rede mundial de gastronomia portuguesa 'à prova' em Paris



A Rede de Restaurantes Portugueses no Mundo foi apresentada, em Paris, numa ação de promoção da gastronomia portuguesa que teve como objetivo conquistar o mercado francês e outros países onde o programa vai ser divulgado.

Depois de San Sebastián, Paris foi a segunda cidade estrangeira escolhida para mostrar o programa porque a capital francesa é "um segundo Portugal" e porque há um reconhecimento crescente "em termos de gastronomia" em França, disse Teresa Vivas, consultora especial do programa de internacionalização da gastronomia portuguesa.

No restaurante Comme à Lisbonne - Tasca, no bairro do Marais, à volta de petiscos e vinhos portugueses, o programa foi apresentado como "um projeto que pretende promover a gastronomia portuguesa ao nível internacional e a forma mais lógica foi a criação de uma rede de restaurantes no mundo".

"A nível económico, o que nós pretendemos é que os nossos produtores exportem cada vez mais e melhor. (...) Queremos que os nossos empresários da restauração sejam cada vez mais reconhecidos no mercado onde estão, que se reconheça a boa gastronomia portuguesa e o formato como ela deve ser consumida", afirmou à Lusa Teresa Vivas.

A representante da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) indicou que o projeto também pretende divulgar a cultura portuguesa, nomeadamente a gastronómica, "que arrasta" com ela o "bem receber que é tão português", e o objetivo passa igualmente por "dar mais visibilidade à portugalidade".

A rede é uma iniciativa da AHRESP, em parceria com o Governo de Portugal, Turismo de Portugal, Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal, TAP Air Portugal, Turismo do Centro e Comunidades Intermunicipais.

Teresa Vivas sublinhou que esta vai ser "a primeira rede" de restaurantes portugueses a nível mundial e que, por enquanto, estão a "angariar potenciais restaurantes que se queiram inscrever na rede", sendo um dos eventuais candidatos o Comme à Lisbonne - Tasca, aberto há seis anos.

"Esta rede o que tem de especial? Para já a promoção toda que nós vamos fazer. Depois, uma relação privilegiada a um núcleo de fornecedores que nós pretendemos que estejam disponíveis para conseguir trazer os produtos rapidamente onde eles são necessários. E depois para todo o apoio em termos de cultura e de oportunidades de comunicação", acrescentou Teresa Vivas.

Numa primeira fase, o programa vai identificar restaurantes em cinco países - França, Espanha, Alemanha, Reino Unido e Brasil - para serem membros do Taste Portugal e atribuir-lhes uma placa e um certificado do 'Clube Taste Portugal'. Para o ano, o objetivo é alargar-se à América do Norte e outros países da Europa.

No Taste Portugal vai também haver uma plataforma digital com uma georreferenciação de todos os restaurantes, um receituário de 120 pratos que vão ter o aval de "12 mestres da gastronomia" portuguesa e um catálogo de produtos regionais.

Para "validar a portugalidade do que está a ser servido", na apresentação da rede esteve o chef Rui Silvestre, detentor de uma estrela Michelin no Restaurante Bom Bon, para quem a gastronomia é uma das bandeiras de Portugal, a par de Cristiano Ronaldo - ainda que o bacalhau à Braz seja "mais histórico" do que o jogador, brincou o 'chef'.

"Eu acho que é importantíssimo e que vem em muito boa hora. Criar uma rede para a promoção da gastronomia nacional a nível europeu é importantíssimo, é a base da nossa cultura, é um dos segredos mais bem guardados da nossa história e penso que isto vai realmente trazer muita gente ao nosso país ou, pelo menos, vai despertar a curiosidade das pessoas em visitarem-nos", concluiu o chef.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ