ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Caldo verde entra no menu de restaurantes na China
Revista PORT.COM • 14-Out-2016
Caldo verde entra no menu de restaurantes na China



O caldo verde, uma das sopas mais tradicionais de Portugal, deu este mês um salto para a globalização, ao entrar no menu do Element Fresh, uma cadeia com 34 restaurantes espalhados por toda a China.

O caldo verde chegou à China. Não é o caldo verde exatamente da maneira que o conhecemos, mas trata-se de uma versão adaptada daquela receita do Minho, servida com uma dúzia de rodelas de chouriço e a couve-galega substituída por uma variante local.

Em vez da tradicional tigela de barro, o caldo verde do Element Fresh vem num prato de porcelana e, obedecendo ao paladar chinês, o ‘chef’ capricha na pimenta.

O preço – cada porção custa 59 yuan (oito euros) – é também ‘adaptado’ à realidade da emergente classe média local.

Ainda assim, “vende-se muito bem”, garantiram à agência Lusa dois empregados de mesa do Element Fresh de Taikoo Li, um dos centros comerciais mais movimentados de Pequim.

Fundado em 2002, em Xangai, a capital económica da China, por dois norte-americanos, o Element Fresh tem hoje estabelecimentos em mais sete cidades chinesas.

“Alimentos nutritivos e frescos e sumos naturais são a essência do que nós fazemos”, lê-se no ‘site’ da empresa.

Nos últimos anos, e coincidindo com a ascensão económica da China, abriram nas principais metrópoles do país centenas de restaurantes de cozinha estrangeira, sobretudo coreanos, japoneses, italianos e mexicanos.

Em Pequim, existem dois restaurantes portugueses e em Xangai são já quatro.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ