ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Primeiro refrigerante biológico português já está no mercado
Revista PORT.COM • 24-Mar-2019
Primeiro refrigerante biológico português já está no mercado



Lemon’mate é feito com sumo de limão e erva mate e até o açúcar que contém é biológico.

Disponível desde 11 de março em mais de 80 pontos de venda em Lisboa, Porto e Algarve, o Lemon’mate é primeiro refrigerante artesanal biológico português. Feito com sumo de limão concentrado, extrato de folhas de erva mate e cafeína, não contém produtos químicos de conservação nem corantes.

Nils Schwentkowsi, um dos responsáveis, afirmou à publicação online NIT que «o Lemon’mate tem certificação biológica e açúcar de cana biológico e por ser muito menos processado, retém mais nutrientes e contém 17 aminoácidos, 11 minerais e 6 vitaminas, incluindo antioxidantes».

Ao lado de Nils, Steffi Hunstock e Hendrick Raufmann, fundaram a marca Why Not Soda que deu origem ao Lemon’mate. Oriundos da Alemanha, «era um hábito provar novos sabores, perceber os níveis de açúcar e saber mais sobre os ingredientes». Steffi referiu que «quando chegámos a Portugal, percebemos que o movimento de refrigerantes artesanais ainda era muito residual e que não havia marcas portuguesas».

Nils foi gestor de desenvolvimento organizacional e cultura corporativa, Steffi trabalhou como analista de negócios numa empresa de transportes e logística e Hendri é editor de vídeo freelancer. Conheceram-se na Ericeira e a ideia que em conjunto criaram recebeu o prémio “Melhor Projeto Não-Tech 2018” da Startup Lisboa. A Why Not Soda procurar gerar um movimento de refrigerantes artesanais em Portugal e espera que, daqui a cinco anos, existam mais sabores artesanais nos supermercados, bares e restaurantes portugueses.

O Lemon’mate pode custar entre 1,69€ e 3€, dependendo do preço de venda.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ