ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Bacalhau, o melhor amigo do (Natal) português
Revista PORT.COM • 21-Dez-2016
Bacalhau, o melhor amigo do (Natal) português



A tradição dita que na noite de consoada deve chegar à mesa cozido, acompanhado por batatas, ovos e hortaliça, antes de ser bem regado com azeite. Saiba mais sobre o peixe conhecido com o “melhor amigo do português”.

Bacalhau é o nome comum de várias espécies de peixes classificados em vários géneros, sendo que o que chega à mesa dos portugueses chama-se “Gadus morhua” e pertence a uma das cerca de 60 espécies da mesma família de peixes migratórios. Pescado no Oceano Atlântico, nas águas frias da Islândia, do Canadá e do Mar da Noruega, chega aos pontos de venda em Portugal já seco e salgado. Portugal consome cerca de 70 000 toneladas de bacalhau seco salgado por ano, com o Natal como o período no qual é mais procurado

Os portugueses têm mais facilidade em reconhecer o aspeto do bacalhau após a secagem e a salga, quando apresenta uma coloração palha homogénea e a cauda cinza e uniforme. Quem o vai cozinhar está mais interessado em saber conhecer características como as postas altas e claras, que se desfazem em lascas tenras quando cozidas.

A história da pesca do bacalhau pelos portugueses remonta a 1353, a um acordo entre D. Pedro I e Edward II de Inglaterra, para que os pescadores portugueses pudessem pescar nas águas inglesas. Entretanto, vão existindo outras referências, mas só a partir do século XV é que surgem vários documentos sobre a pesca dos portugueses no Atlântico norte.

Bem anterior à tradição do consumo de bacalhau por parte dos portugueses é o surgimento das primeiras fábricas de preparação de bacalhau, na Noruega e na Islândia, que remonta ao século IX. Ainda hoje estes são os maiores polos de pesca e exportação do “melhor amigo do português”.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ