ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Passagem de ano à portuguesa: Receita de Arroz de Marisco
Revista PORT.COM • 30-Dez-2016
Passagem de ano à portuguesa: Receita de Arroz de Marisco



Arroz de marisco é um dos pratos mais escolhidos pelos portugueses para o jantar de passagem de ano. Os ingredientes necessários são fáceis de encontrar em muitos dos países de destino das comunidades portuguesas.

O arroz de marisco é confecionado em muitas zonas costeiras de Portugal. Apesar de o modo de preparação ser semelhante de norte a sul, em cada região costuma haver um ou outro pormenor distintivo. Exemplo disso ocorre na Praia de Vieira de Leiria, na Marinha Grande, onde se diferencia por ser servido diretamente do lume num tacho de barro, ainda a fervilhar.

A gastronomia tem fortes ligações com o povoamento e a história desta zona, que começou com a colonização dos areais por volta do século XVIII, gerando modos de vida moldados pelo mar, as dunas e os pinhais mandados plantar pelo rei D. Dinis.

Não há relatos referentes ao consumo de arroz de marisco por este monarca, mas sem dúvida que é um prato capaz de impressionar qualquer representante da realeza. A lagosta, os camarões grandes, as amêijoas e as sapateiras conferem sabor único ao arroz, além do tempero, onde entra alho e piripiri.

 

Ingredientes para quatro pessoas:

500g de arroz carolino

Cebola e alho picados q.b

Azeite e polpa de tomate q.b

Sal e piripiri q.b

Marisco previamente cozido (lagosta, camarão, amêijoa e patas de sapateira)

 

Modo de preparação:

Levar um tacho de barro ao lume para fazer o refogado. Utilizar um fio abundante de bom azeite, cebola e alho picados, e polpa de tomate q.b. Deixar apurar o refogado e em seguida juntar a água que serviu para “abrir” as amêijoas (é um detalhe importante) e acrescentar água corrente. Quando a água levantar fervura, juntar o arroz e deixar que absorva todos os sabores. Logo que o arroz esteja “meio cozido”, acrescentar o marisco (previamente cozido em água temperada de sal e piripiri) e mexer para envolver. Deixar cozer mais um pouco. O tacho de barro conserva o calor, por isso cuidado para o arroz não cozer demais. Deve acabar de cozer na mesa. Pode rematar-se com coentros para quem aprecie.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ