ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Portugal quer atrair turismo judaico
Revista PORT.COM • 08-Fev-2017
Portugal quer atrair turismo judaico



A Rede de Judiarias de Portugal (RJP) lançou em Telavive, Israel, um novo vídeo promocional que visa atrair mais turistas para os concelhos portugueses que estão a desenvolver projetos ligados à cultura judaica.

Os municípios portugueses com património ligado à cultura judaica estão, até hoje, a promover-se na Feira Internacional de Turismo do Mediterrâneo (IMTM), em Telavive, Israel, com o objetivo de potenciarem o turismo judaico nos respetivos territórios.

Anabela Freitas, presidente da Assembleia-Geral da RJP, entidade que está a promover a presença da comitiva portuguesa neste certame de turismo e, também, presidente da Câmara Municipal de Tomar, salientou a importância que o turismo judaico tem vindo a ganhar nos municípios que integram a RJP, que recebem cada vez mais visitantes israelitas.

“No caso de Tomar, o mercado judaico é já o segundo maior em termos do número de turistas que recebemos. Em 2016 tivemos na nossa Sinagoga – a mais antiga do país – um total de 59 mil visitantes, cerca de 30 mil oriundos de Israel”, referiu.

No caso do Sabugal, que também participa neste evento, há agora razões acrescidas para apostar na divulgação e promoção em Israel: “Dentro em breve vamos reabrir a Casa da Memória Judaica, espaço que conta a história da presença judaica no nosso concelho e que contribuirá para uma melhor perceção da nossa identidade coletiva”, afirmou Delfina Leal, vice-presidente da Câmara do Sabugal.

A importância de existir uma oferta integrada dentro dos concelhos, bem como de seguir uma estratégia de divulgação conjunta entre municípios são também ideias sublinhadas pelo vice-presidente de Alenquer, Rui Costa. “Todos ficaremos a ganhar se conseguirmos que quem visita Lisboa passe também por Alenquer e, uma vez lá, encontre motivos para ir a outros concelhos”, apontou este autarca, que também está presente em Telavive.

Segundo explicou, naquele concelho o turismo judaico ainda “é bastante residual”, mas o objetivo da autarquia é que passe a representar “uma fatia bem mais significante”.

Belmonte, concelho que tem a única comunidade judaica organizada em Portugal, também se prepara para realizar obras de modernização e renovação no museu judaico da vila e que se tem afirmado como um dos mais importantes fatores de atração de turistas israelitas naquele concelho.

“Em 2016, atingimos o número recorde de cerca de 70 mil visitantes, mais de 20 mil dos quais só da diáspora judaica. Temos vindo a crescer todos os anos e queremos que esse crescimento se mantenha e, é por isso mesmo, que voltamos a estar nesta feira”, concluiu António Dias Rocha, presidente da Câmara de Belmonte e da RJP.

A RJP foi criada em 2011 e tem sede em Belmonte, vila do distrito de Castelo Branco onde se encontra uma das mais antigas comunidades judaicas do país.

Atualmente esta rede integra 37 municípios de todo o país, cinco entidades e duas comunidades.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
Monumentos ao emigrante em Portugal
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ