ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Monumentos a visitar nas férias da Páscoa
Revista PORT.COM • 10-Abr-2017
Monumentos a visitar nas férias da Páscoa



O calendário deste ano coloca a Semana Santa próxima do Dia Internacional do Monumento, como se já não houvesse motivos suficientes para se visitar o muito património histórico nacional, particularmente igrejas, santuários, castelos e palácios. Apresentamos sete sugestões de visita, uma por cada região turística nacional.

A Páscoa é cada vez mais uma época do ano escolhida pelos portugueses para gozarem um período de férias, estejam estes a residir em Portugal ou no estrangeiro. Seja na Semana Santa, no fim de semana que assinala a quadra ou nos dias que se sucedem, os dias cada vez maiores convidam ao passeio.

Este ano, o Dia Internacional do Monumento (18 de abril) é apenas três dias após o domingo de Páscoa. Para assinalar a data, sugerimos sete monumentos, um por região turística nacional, que enriquecem o património português, contribuindo para contar a história de um dos países mais antigos da Europa.

Se este mês não tiver oportunidade de os visitar, fica a sugestão para o resto do ano. Todos eles estão abertos na grande maioria dos dias, muitos dos quais com entrada gratuita. Caso lhes tire uma fotografia que o deixe orgulhoso, partilhe-a connosco, que teremos todo o gosto em divulgá-la na nossa conta no Instagram: www.instagram.com/revistaportcom.

 

Santuário do Bom Jesus do Monte, Braga

GPS: N 41º 33' 16,38'', W 8º 22' 38,28''

Braga é uma das localidades portuguesas onde a religião católica é vivida com mais intensidade, o que é particularmente notório na Semana Santa, quando as inúmeras igrejas e santuários da “Cidade dos Arcebispos” são adornados a preceito. O Santuário do Bom Jesus do Monte, também conhecido como Bom Jesus de Braga, é um dos pontos mais visitados, com milhares de fiéis e curiosos a subirem as longas escadarias em ziguezague, até à igreja no topo. O santuário, em todo o seu conjunto arquitetónico e paisagístico (uma mata com 55 hectares), tem mais de 600 anos de história.

 

Sé Catedral da Guarda, Guarda

GPS: N 40° 32′ 18", W 7° 16′ 09"

Vários povos cruzaram-se na Guarda ao longo dos séculos, com muitas das suas marcas a perdurarem até à atualidade. A imponente Sé Catedral ergue-se sobre o centro histórico da cidade, com uma imponência que ajuda a justificar o tempo que demorou a ser construída: mais de 150 anos. Majestosa, é o ex-libris da cidade dos cinco éfes: Forte. Farta. Fria. Fiel. Formosa.

 

 

Palácio de Monserrate, Sintra

GPS: N 38° 47' 37.7082", W 9° 25' 12.8172"

Sintra é sempre uma boa sugestão de passeio, em qualquer altura do ano. Este mês são várias as atividades nos principais atrativos turísticos da vila, particularmente no belíssimo Palácio de Monserrate e equipamentos envolventes. A partir do dia 6, o Parque de Monserrate recebe os melhores trabalhos do International Garden Photographer Of The Year, a principal competição mundial de fotografia especializada em plantas e flores, exposição que se prolonga até outubro. Na tarde do domingo de Páscoa, a Quintinha de Monserrate convida os mais novos a aprender a fazer folares e a descobrir os ovos escondidos nos seus vários recantos.

 

 

Igreja de Nossa Senhora da Assunção, Elvas

GPS: N 38º 52.778', W 007º 09.907'

As celebrações da Páscoa em Elvas incluem vários momentos que assinalam a quadra, com destaque para as várias procissões: Procissão do Mandato (também conhecida como Via Sacra dos Senhores), Via Sacra das Senhoras, Enterro do Senhor e a Procissão da Ressurreição. Cidade classificada Património Mundial pela UNESCO, para além de possuir as maiores fortificações abaluartadas terrestres de todo o mundo, também conta com um extenso leque de igrejas, pelas quais passam as referidas procissões. A Igreja de Nossa Senhora da Assunção, antiga Sé local, é uma das mais emblemáticas, na principal praça do centro histórico. No interior existe um retábulo da Virgem de Guadalupe oferecido a Elvas por um emigrante radicado no México.

 

 

Castelo de Silves, Silves

GPS: N 37º 11.434' W 008º 26.289'

Numa região procurada sobretudo pelo sol e mar, o maior castelo é o segundo monumento mais visitado, apenas atrás da Fortaleza de Sagres. Construído pelos árabes no século XI e atualmente considerado o castelo mouro melhor preservado do país, situa-se no ponto mais alto de Silves, com amplas vistas sobre o vale do rio Arade. Há investigadores que defendem que a capital da Atlântida, uma civilização descrita por Platão (que teria desaparecido há mais 11 mil anos), tenha existido onde hoje é a cidade algarvia, o que pode aguçar a curiosidade dos visitantes deste castelo.

 

 

Igreja de Santa Maria Madalena, Madalena (Pico)

GPS: N 38°32'03.7”, W 28°31'39.7"

Com a fachada principal virada para o mar, como quem dá as boas-vindas a quem chega por via marítima, a bela Igreja de Santa Maria Madalena acrescenta mais um motivo para se visitar a Madalena em 2017, ano em que a localidade açoriana detém o rótulo de Cidade do Vinho, atribuído pela Associação Municípios Portugueses do Vinho (AMPV). No interior da igreja destacam-se os painéis de azulejos sobre o quotidiano local, assim como a imagem da Santa Maria Madalena, cuja coroa de ouro foi oferecida por um filho da terra emigrado nos Estados Unidos.

 

Colégio dos Jesuítas, Funchal

GPS: N 32º 38.989' W 016º 54.532'

As férias da Páscoa constituem um dos períodos do ano em que a Madeira é mais visitada. A natureza da ilha é o principal atrativo turístico, mas também há património digno de visita, como é o caso do Colégio dos Jesuítas. Localizado em pleno centro do Funchal, ao longo de 400 anos teve vários inquilinos, desde os jesuítas fundadores a invasores ingleses. Atualmente é a sede da Universidade da Madeira, que organiza visitas guiadas ao interior do edifício.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ