ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Aplicação portuguesa mostra pontos turísticos de forma interativa
Revista PORT.COM • 11-Nov-2017
Aplicação portuguesa mostra pontos turísticos de forma interativa



Uma 'start up' portuguesa criou uma aplicação que permite aos utilizadores conhecerem pontos de interesse das cidades e vilas de forma interativa, bastando para isso passar nas áreas referenciadas, serviço que está implementado em sete cidades nacionais.

Dependendo do local onde se encontrar, o utilizador vai recebendo notificações com informação sobre os pontos de interesse de local onde está, à medida que vai andando, de uma "forma contextualizada e não intrusiva", explicou Marta Botelho de Sousa, da mobinteg, que desenvolveu a aplicação Smitty (Smart Interactive City), .

"Passando à frente de uma livraria ou de um museu, o utilizador recebe uma notificação e pode aceder à informação em formato de texto, vídeo ou áudio, podendo também ver os pontos de interesse através da função de realidade aumentada", explicou uma das colaboradoras da 'start up' lançada na edição de 2016 da Web Summit.

No espaço de um ano, mais de 5.000 pessoas fizeram o 'download' da aplicação, serviço implementado em sete cidades portuguesas e nas levadas da Madeira, mas que já se expandiu para algumas localidades de Espanha e Itália, onde foram instalados os "beacons", dispositivos que utilizam a tecnologia "bluetooth" e que permitem depois a interação.

"Há pequenos tesourinhos escondidos que podemos mostrar aos utilizadores através dos 'beacons'", referiu Marta Sousa, dando como exemplo o Museu de Arte Antiga, em Lisboa, em que a aplicação mostra a planta do espaço e informação sobre as obras expostas.

Para aquela responsável, apresentação da aplicação na primeira edição da Web Summit em Lisboa "foi um catalisador" para o seu desenvolvimento.

"É um fator de sucesso o facto de a Web Summit estar em Portugal, permitindo que as 'start up' portuguesas possam estar presentes, o que é extremamente vantajoso", concluiu.

Na edição deste ano, a empresa vocacionada para as soluções de mobilidade lançou um novo serviço, o 'tá pedido', uma plataforma a que se pode aceder por computador ou através de um dispositivo móvel, mas que dispõe também de uma central telefónica que recebe e organiza pedidos para transportar pessoas.

O público alvo são utilizadores que vivam em zonas de fraca densidade populacional e mais periféricas que precisem de se deslocar a algum serviço através, preferencialmente, dos transportes municipais.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ