ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Algarve ultrapassa 16 milhões de dormidas acumuladas
Revista PORT.COM • 20-Nov-2017
Algarve ultrapassa 16 milhões de dormidas acumuladas



No mês de setembro, a hotelaria do Algarve continua a apresentar um ritmo de crescimento progressivo, que consolida a sua posição de principal destino de férias nacional.

Só no mês de setembro a região registou perto de 2,3 milhões de dormidas (+2,2% face ao mesmo mês do ano anterior) e 137,8 milhões de euros em proveitos totais (+10,2%). Em termos acumulados, o número de dormidas nos primeiros nove meses do ano já ultrapassa os 16 milhões e os proveitos ascendem aos 898 milhões de euros. Os resultados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os indicadores da atividade turística comprovam o peso do Algarve no turismo nacional. De acordo com o INE, “as dormidas concentram-se essencialmente no Algarve (peso de 36,5%)”. Em setembro, o Algarve registou mais dormidas (+2,2%), mais hóspedes (+4,2%) e mais proveitos totais na hotelaria (+10,2%), face a setembro de 2016. O RevPar (rendimento médio por quarto disponível) também tem registado uma tendência de crescimento: mais 11 por cento do que em setembro do ano passado (€76,90).

“A atividade turística do Algarve continua a destacar-se no panorama nacional. Se olharmos para trás, verificamos um crescimento gradual dos principais indicadores da atividade turística, prova de um crescimento sustentável do turismo no Algarve e de um esbatimento progressivo da sazonalidade do destino”, explica o presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva.

Os mercados externos continuam a ser a principal fonte de dormidas para o Algarve, ao serem responsáveis, em setembro, por 1,8 milhões de dormidas, um aumento de 2,5 por cento face a setembro de 2016. O mercado interno contribuiu com 484,5 mil dormidas, apresentando um crescimento homólogo ligeiro (+1,2%). 

Os possíveis efeitos do Brexit não se têm feito sentir, com as dormidas de hóspedes britânicos a registarem um aumento de 2,8 por cento a nível nacional desde o início do ano. Ainda segundo o INE, em setembro “o mercado alemão retomou a posição de segundo mais relevante, aumentando 4,2 por cento. No período de janeiro a setembro este mercado cresceu 7,7 por cento”.

 

Foto em destaque ©Hélio Ramos


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ