ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Time Out elege Porto como a cidade mais calorosa do mundo e onde mais se gosta de viver
Revista PORT.COM • 02-Fev-2018
Time Out elege Porto como a cidade mais calorosa do mundo e onde mais se gosta de viver



"Uma Invicta feliz e orgulhosa de si própria", refere a Time Out Internacional.

O Porto é "o melhor lugar no mundo para se fazer amigos, se apaixonar e manter a ligação à família". É assim que os leitores da Time Out internacional descrevem o Porto, colocando a Invicta em segundo lugar no seu City Life Index 2018. À frente, só Chicago. O ranking traduz a experiência de habitantes locais e leva a outra excelente conclusão: a cidade portuguesa, "orgulhosa de si própria", mudou e para melhor.

Em ano de estreia neste índice, o Porto é "a cidade mais calorosa e onde mais se gosta de habitar". Esta é a opinião da larga maioria (95%) dos 15.000 residentes de 32 cidades de todo o mundo onde a Time Out está presente que responderam a um questionário efetuado entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018.

A consulta, que permitiu avaliar o que de positivo ou negativo se encontra nestas cidades - nos itens comida e bebida, cultura, relacionamentos, comunidade, saídas, vizinhança, felicidade, acessibilidade de preços e sociabilidade -, leva a concluir que o Porto é a melhor cidade do mundo para se criar se fazer amigos (81% dos inquiridos) e para se apaixonar (46%). "Em nenhum outro local sondado se detetou tanto orgulho de ali viver, se sente tanta liberdade em cada um poder ser como é (95% sempre ou habitualmente) e em manter-se em contacto com a família" - escreve a Time Out.

Com estes índices de satisfação, exposto num ranking de melhores cidades do mundo para viver, o Porto fica à frente de grandes metrópoles como Nova Iorque, Londres ou Madrid. Em oitavo lugar surge Lisboa.

Ainda de acordo com a Time Out, entre as dez cidades europeias que participaram no questionário o Porto "é, de longe, aquela cujos habitantes consideram ter sofrido mais e melhores mudanças. De tal forma que poucos são os que se imaginam a viver noutra urbe a curto e médio prazo".


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
O Observatório dos Lusodescendentes
Daniel Bastos
Historiador
La Lys: Celebrações com sentido reparador
Paulo Pisco
Deputado do PS
Ser português fora é ter Portugal dentro
Isabelle Coelho-Marques
Presidente da NYPALC
DISCURSO DIRETO
A Oriente nada de novo?
José Caria
PORTUGAL
“Acreditem no potencial que existe nas comunidades”
Isabelle Coelho-Marques
PORTUGAL
“Não foi por acaso que Portugal foi o melhor destino do mundo em 2017”
Pedro Machado
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ