ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Centro de Portugal em destaque na maior feira de multiculturalidade da Península Ibérica
Revista PORT.COM • 14-Jun-2018
Centro de Portugal em destaque na maior feira de multiculturalidade da Península Ibérica



Região Centro de Portugal vai estar em destaque na edição deste ano da FIA - Feira Internacional de Artesanato, que se realiza de 23 de junho a 1 de julho na FIL – Feira Internacional de Lisboa.

Em sinal de reconhecimento da vitalidade dos artesãos e empresários, a organização da FIA distinguiu a região como Destino Nacional Convidado desta que é a maior feira de multiculturalidade que se realiza na Península Ibérica e a segunda na Europa.

«É uma feira que permite mostrar aquilo que temos de mais autêntico, os produtos regionais, e reforçar a marca do Centro de Portugal e posicionar o trabalho envolvente das associações», avança Pedro Machado, Presidente do Turismo Centro de Portugal.

Durante a conferência de imprensa de apresentação do Centro de Portugal como Destino Nacional Convidado da FIA 2018, realizada hoje, 14 de junho, no auditório do CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património, em Coimbra, foram anunciadas as principais novidades da presença da região no certame.

«A Feira Internacional de Artesanato é um palco privilegiado para o Centro de Portugal mostrar a diversidade do seu artesanato e da sua gastronomia. É uma região conhecida pela qualidade dos produtos que oferece a quem a visita, uma realidade que poderá ser comprovada pelos visitantes e participantes desta feira», refere Pedro Machado.

A distinção de ser Destino Nacional Convidado vai possibilitar uma presença mais ampla e visível do Turismo do Centro no espaço da FIA, de forma a poder mostrar mais iniciativas e atividades de promoção da região.

«É com muito gosto que o CEARTE se associa a esta parceria. Esta associação estratégica do setor vai permitir a certificação dos produtos regionais, assim como a sua salvaguarda, promoção e diferenciação. O Turismo e o Artesanato, se ligados, podem constituir um grande pilar de atração turística», refere Luís Rocha, diretor do CEARTE.

O mesmo responsável adiantou que, no espaço da FIA, o CEARTE e o Turismo do Centro vão organizar um seminário conjunto no dia 28 de junho, intitulado “Turismo e Artesanato – Desafios e Oportunidades", que tem como objetivo dar a conhecer as oportunidades e os desafios que se colocam aos dois setores, cuja complementaridade é reconhecida, apresentando projetos no terreno e oportunidades de futuro.

Deste modo, esta entidade que estrutura e promove o turismo na Região Centro, vai estar presente com stands em dois pavilhões. O pavilhão 2 dedicado ao Artesanato Nacional, terá um stand institucional e de artesanato da região. Neste, vai haver lugar para a promoção do território e artesanato ao vivo. O bordado de Castelo Branco, a viola Beiroa, a tecelagem de Almalaguês, barro preto de olho marinho, rendas de bilros de Peniche são alguns dos exemplos de artesanato que já se encontram em processo de certificação avançada.

No Pavilhão 4, dedicado à Gastronomia, o Centro de Portugal vai evidenciar as delícias da região. Queijos, licores, pão tradicional, ovos moles e doçaria fina são alguns dos saborosos produtos que vão estar presentes no certame.

Para João Amaral, Presidente da AASE – Associação de artesãos da Serra da Estrela, a presença do Turismo do Centro de Portugal é imprescindível na maior feira internacional de artesanato. Destaca ainda a importância desta arte para as economias locais, evidenciando o trabalho existente para a certificação dos produtos, e onde dá como exemplo a pintura de Coimbra e a manta de papa, peça única e exclusivamente fabricada na Serra da Estrela.

O dirigente da Associação de Artesãos, adiantou também que, na FIA, a AASE vai organizar, no dia 25 de junho, o "Colóquio da Diáspora", que tem como principal objetivo promover a sua internacionalização, aproximando o mais possível os produtos regionais à diáspora.

«A presença do Turismo do Centro neste evento é um motivo de grande orgulho para a região. O Centro de Portugal precisa de captar pessoas, de captar jovens, e o turismo, pela sua importância económica e por tudo o que envolve, é um setor crucial», disse Alberto Costa, Delegado Regional do Centro do IEFP.

No total, o Turismo do Centro vai contar com 22 espaços para venda e promoção do artesanato da região, numa parceria entre o TCP, a AASE - Associação de Artesãos da Serra da Estrela e Região Centro de Portugal e o CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património.

 

Sobre a FIA Lisboa:

A FIA Lisboa é a maior feira de multiculturalidade que se realiza na Península Ibérica e a segunda na Europa, sendo uma plataforma de excelência para a promoção da identidade e desenvolvimento dos territórios nacionais e estrangeiros, designadamente ao nível económico, cultural e turístico.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Macau: uma oportunidade ainda a descobrir
Alberto Carvalho Neto
Presidente da AJEPC
A importância da participação eleitoral nas comunidades
José Luís Carneiro
SECP
4 pilares para a prevenção de Alzheimer
George Perry
Diretor da Fac. de Ciências da Univ. do Texas
DISCURSO DIRETO
A preservação da memória e identidade da emigração portuguesa na toponímia
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Portugal a votos
José Caria, Diretor-Adjunto da PORT.com
PORTUGAL
Lusos em Luanda
Jack Soifer, Consultor Internacional
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ