ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Classificação como Património Mundial revoluciona turismo de Elvas
Revista PORT.COM • 23-Nov-2016
Classificação como Património Mundial revoluciona turismo de Elvas



A classificação das fortificações de Elvas como Património Mundial, pela UNESCO, provocou uma “revolução” no setor do turismo.

Depois de obter a classificação como Património Mundial, a cidade de Elvas passou a acolher turismo de todo o mundo, quando antes era dominada pelos visitantes espanhóis.

“Se há um momento marcante nas últimas décadas na viragem de Elvas é, sem sombra de dúvidas, a classificação como Património Mundial. A cidade está diferente, veem-se pessoas diferentes, de todo o mundo”, diz o presidente do município, Nuno Mocinha, à agência Lusa.

As fortificações da cidade raiana de Elvas, no distrito de Portalegre, foram classificadas como Património Mundial, na categoria de bens culturais, em junho de 2012, pelo Comité do Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Inserido nesta classificação está também o “emblemático” Forte da Graça, que após obras de reabilitação no valor de 6,1 milhões de euros, foi reinaugurado no dia 27 de novembro de 2015 pelo então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Para o autarca, a reabertura do Forte da Graça “veio coroar” a classificação como Património Mundial, sublinhando que esta obra é a “mais emblemática” dos últimos anos, trazendo consigo “retorno económico” à cidade.

O Forte da Graça, mandado construir em 1763 por ordem do Marechal Wilhelm von Schaumburg-Lippe, constitui um “ex-líbris da cidade”, dentro do conjunto de fortificações que estão classificadas como Património Mundial.

“A classificação da UNESCO e a reabilitação do Forte da Graça vieram dar dinâmica ao turismo no concelho, mas, principalmente, um impulso muito grande a uma das mais-valias da região, a restauração”, afirma, por sua vez, Vítor Carola, dirigente da Associação Empresarial de Elvas (AEE).

O dirigente da AEE acrescenta que o centro histórico de Elvas está a conhecer “um novo perfil” de turistas, notando-se, principalmente, uma presença mais acentuada de visitantes oriundos do leste europeu.

Depois de ter conquistado a classificação por parte da UNESCO, Elvas aposta agora numa candidatura conjunta das Fortalezas Abaluartadas da Raia com os municípios de Valença, Almeida e Marvão.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
A emigração portuguesa para a Holanda
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ