ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Federação Europeia certificou seis estações náuticas do Centro de Portugal
Revista PORT.COM • 18-Nov-2018
Federação Europeia certificou seis estações náuticas do Centro de Portugal



Estações náuticas de Aveiro, Castelo de Bode - Médio Tejo, Ílhavo, Murtosa, Oeste e Vagos passam a integrar uma rede nacional e internacional que assegura as melhores condições aos visitantes.

Em comunicado, o Turismo Centro de Portugal veio informar que seis estações náuticas localizadas na região já receberam a certificação Estação Náutica de Portugal, certificação que foi entregue no Dia Nacional do Mar, durante o Business2Sea/Fórum do Mar, encontro de três dias que decorreu no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

A partir de agora, as estações náuticas de Aveiro, Castelo de Bode - Médio Tejo, Ílhavo, Murtosa, Oeste (esta em vários núcleos) e Vagos estão certificadas de forma oficial, integrando uma rede nacional e internacional de oferta turística náutica de qualidade.

«O mercado do turismo náutico tem um enorme potencial e está a crescer na Europa na ordem dos 10 por cento ao ano», sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo de Portugal.

As certificações foram entregues por António Nogueira Leite, presidente da Fórum Oceano - Associação da Economia do Mar; Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro; e pelos vários desportistas, com títulos nacionais e internacionais, que assumiram o papel de embaixadores na área do desporto náutico.

Segundo o Turismo de Portugal, as estações náuticas são organizadas com base na valorização dos recursos náuticos presentes em cada território, os quais incluem a oferta de alojamento, restauração, atividades náuticas e outras atividades e serviços relevantes para a atração de visitantes. Ao estarem certificadas, asseguram aos visitantes a qualidade do produto turístico e dos serviços prestados, bem como apoio informativo e a reserva de alojamento e serviços.

Apesar de serem maioritariamente destinos de costa, também nos territórios do interior existem condições ideais para a certificação de Estações Náuticas, como é o caso da albufeira de Castelo do Bode, na região Centro de Portugal.

«O turismo náutico é um dos produtos em que o Centro de Portugal quer ser uma referência, a nível nacional e internacional. A costa atlântica de que a região dispõe, as suas albufeiras e os seus rios colocam-nos como destino privilegiado para quem procura este produto. A vela, o surf e o remo, entre outras atividades, atraem cada vez mais visitantes a estes territórios», destaca Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

«O mercado do turismo náutico tem um enorme potencial e está a crescer na Europa na ordem dos 10 por cento ao ano. Além disso, é um produto particularmente interessante, não só porque a despesa diária deste segmento de turistas é elevada, mas também porque permite combater a sazonalidade e está associado a uma imagem de referência e qualidade. Não surpreende que em toda a Europa seja tão evidente a aposta em estruturas ligadas ao turismo náutico. Esta rede nacional de Estações Náuticas, das quais quase metade são no Centro de Portugal, é um investimento ganho à partida», acrescenta.

O Turismo Centro de Portugal é uma das entidades que integram o Grupo Dinamizador do Portugal Náutico, constituído no seguimento dos resultados do projeto Portugal Náutico desenvolvido pela Associação Empresarial de Portugal (AEP) e pela Fórum Oceano. A Fórum Oceano é, por sua vez, membro da Fedeton - Federação Europeia de Destinos Turísticos Náuticos, entidade gestora da rede internacional das estações náuticas.
Este Grupo Dinamizador tem como objetivo dinamizar a fileira do turismo náutico em Portugal, sendo que uma das principais medidas é a promoção e certificação de Estações Náuticas. Além de integrar o Grupo Dinamizador, o Turismo Centro de Portugal tem lugar nos Conselhos das estações náuticas do seu território, agora certificadas.

Na cerimónia de hoje, receberam a certificação 14 estações náuticas: seis do Centro de Portugal e oito do restante território nacional.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ