ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Greves nos aeroportos portugueses podem complicar viagens dos emigrantes
Revista PORT.COM • 20-Dez-2016
Greves nos aeroportos portugueses podem complicar viagens dos emigrantes



De 28 a 30 de dezembro há duas greves em simultâneo que podem causar perturbações nos aeroportos portugueses.

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) emitiu pré-avisos de greve das 00H00 horas do dia 28 de dezembro às 00:00 de 30 de dezembro de 2016 para a Groundforce e para a Portway, as duas principais empresas que fazem a assistência de pessoas e bagagem nos aeroportos nacionais.

“Esta paralisação é na defesa dos trabalhadores, das empresas e do setor, mas também do turismo e da economia nacional”, justifica o Sitava nos pré-avisos de greve, apontando o dedo à Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), que acusa de ser responsável pelo “licenciamento ilegal da operação Ryanair/Groundlink” e pelo impasse que se vive na TAP.

Os trabalhadores das empresas Prosegur e Securitas são quem assegura o raio-x da bagagem de mão e o controlo dos passageiros e também dos trabalhadores do aeroporto, pelo que uma greve poderá ter impacto no tráfego aeroportuário, sobretudo durante esta época festiva.

Entretanto, foi também convocada uma greve na Groundforce para 24 de dezembro, véspera de Natal, pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC).

 

Aeroportos britânicos também estão em greve

No Reino Unido, muitos emigrantes também poderão não conseguir viajar para passar o Natal com as suas famílias.

Os trabalhadores da Swissport, empresa de serviços de terra, convocaram uma greve para 23 e 24 de dezembro em 18 aeroportos britânicos. Além disso, os trabalhadores de cabina da British Airways marcaram uma paralisação para os dias 25 e 26. Tudo com um único objetivo: melhores condições salariais.

No caso da Swissport, a greve abrange mais de 1500 trabalhadores e irá afetar os aeroportos londrinos de Heathrow, Gatwick, Luton e Stansted, e ainda os de Edimburgo, Birmingham, Manchester e Newcastle. Já na companhia aérea British Airways, a greve abange 2000 trabalhadores de cabina.

 

Foto em destaque ©Gonçalo Villaverde/ Global Imagens


Etiquetas
Partilhar

NOTÍCIAS RELACIONADAS
OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ