ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Quintas do Castro e do Bomfim entre os melhores espaços vinícolas do mundo
Revista PORT.COM • 11-Jul-2019
Quintas do Castro e do Bomfim entre os melhores espaços vinícolas do mundo



O Top 50 World's Best Vineyards tem duas quintas durienses: o Crasto, dos Roquette e o Bomfim dos Symington.

A Quinta do Crasto, em Sabrosa, e a Quinta do Bomfim, no Pinhão, são as únicas duas propriedades portuguesas com entrada direta no Top 50 do The World’s Best Vineyards, um prémio patrocinado pelo Internation Wine Challenge e que distingue “não apenas as melhores vinhas do mundo, mas uma lista dos 50 lugares mais incríveis para degustar vinhos e aprender sobre o seu processo de produção”.

Esta é a primeira edição do galardão, cujo júri selecionou a Quinta do Crasto como a quarta melhor do mundo, salientando a sua “piscina infinita”, distinguida com o Pritzker 2011, e a sua “majestosa localização” no Vale do Douro. No 37.º lugar da tabela está a Quinta do Bomfim, com o júri a destacar a “vista estonteante” da propriedade e a enaltecer o legado da história da família Symington, presente no Douro há cinco gerações.

Ao júri, composto por enófilos, sommeliers, comerciantes de vinhos e especialistas em enoturismo, foi pedido que se pronunciassem sobre “toda a experiência” proporcionada por cada uma das propriedades, com destaque para o restaurante, o ambiente, as equipas, o preço, a reputação ou a acessibilidade. Enfim, “tudo o que faz com que visitar uma vinha seja uma experiência valiosa e gratificante”. O grande vencedor foi a adega Zuccardi, na Argentina, seguida da Bodega Garzón, no Uruguai, e a espanhola R. López de Heredia Viña Tondonia.

A Quinta do Crasto surge na quarta posição, graças à “ampla gama de atividades” que oferece, desde as visitas guiadas à adega, as degustações de vinho do Porto, os almoços ou jantares “requintados” na “deslumbrante” sala de jantar, aos passeios de barco no Douro. Mas é a piscina, desenhada por Eduardo Souto Moura e que venceu o maior prémio de arquitetura mundial em 2011, que mais destaque merece, sendo classificada como “infinita” e “esplêndida”. “O que é especialmente maravilhoso é que o seu ângulo agudo no lado do rio nos dá a ilusão de estar magicamente suspensa sobre um precipício – perfeito para a sua fotografia no Instagram, com o vale majestoso a brilhar à luz do sol atrás de si”.

Quanto à Quinta do Bomfim, espaço de enoturismo inaugurado pela família Symington em 2015, o júri destaca o facto de ser o berço de dois dos mais famosos vinhos do Porto do século XXI, o Dow’s Vintage 2007, o único ‘Porto’ neste século avaliado com 100 pontos pela Wine Spectator, e o Vintage 2011 (Nº1 do TOP 100), que foi considerado o “Vinho do Ano” pela mesma revista.


Etiquetas

Partilhar

OPINIÃO
Significado das próximas eleições para a Assembleia da República
Paulo Pisco
Deputado do PS
Incêndios rurais: prevenir é mesmo o melhor remédio
Miguel Freitas
Sec. de Estado das Florestas
Por um regresso seguro a casa
José Artur Neves
Sec. de Estado da Proteção Civil
DISCURSO DIRETO
A emigração portuguesa para a Holanda
Daniel Bastos, Historiador
PORTUGAL
Defesa de nova visão sobre as comunidades portuguesas
José Luís Carneiro
PORTUGAL
Um eterno e constante devir....
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ