ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Açores aposta no segmento turístico da observação de aves
Revista PORT.COM • 22-Jan-2017
Açores aposta no segmento turístico da observação de aves



A situação geográfica, a meio caminho entre a América e a Europa, faz do arquipélago português o primeiro ponto de paragem de diversas aves nos seus fluxos migratórios e, como tal, um local privilegiado para os primeiros avistamentos.

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, Marta Guerreiro, apontou recentemente o objetivo de intensificar a aposta na promoção do turismo ornitológico no arquipélago português. A governante acredita que a atração de visitantes que pratiquem birdwatching, ou seja, observação de aves, pode ajudar a mitigar a sazonalidade da oferta turística açoriana.

A situação geográfica dos Açores, a meio caminho entre a América e a Europa, faz do arquipélago o primeiro ponto de paragem de diversas aves nos seus fluxos migratórios e, como tal, um local privilegiado para os primeiros avistamentos.

“Os Açores, conscientes da importância do crescimento da atividade de observação de aves em todo o mundo, devem posicionar-se, cada vez mais, como um palco para este tipo de atividade”, permitindo a “valorização do património natural e a promoção da observação de aves de forma sustentável e responsável no arquipélago”, considera Marta Guerreiro.

Prova no reforço na aposta neste segmento turístico reside na realização de cursos de Turismo Ornitológico, um projeto desenvolvido pela Direção Regional do Ambiente, em parceria com o Grupo de Aves Marinhas do Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores.

Trata-se de um curso pós-laboral com a duração de 25h, com uma componente teórica e uma componente aplicada de campo. A próxima edição decorre entre 23 e 27 de janeiro, no Pico.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ