ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

imagem
Revista PORT.COM • 10-Ago-2017
Perda de memória provocada pelo Alzheimer pode ser revertida



Um estudo do MIT revela que poderá vir a ser possível reverter a perda de memória que afeta os doentes com Alzheimer.

Segundo o estudo realizado e publicado na revista Cells Reports, poderá ser possível quebrar os bloqueios genéticos, dentro do cérebo, que provocam a perda de memória que advém da doença de Alzheimer.

Esta perda de memória acontece quando a enzima HCAC2 comprime os genes cerebrais da memória, até que estes se tornam inúteis, levando, por sua vez, ao esquecimento e à dificuldade em formar novas memórias.

O MIT conseguiu bloquear, com sucesso, a ação da enzima HCAC2 sem afetar outras enzimas. Esta técnica utilizou luzes LED para impedir que a enzima se ligasse a outra componentes, Sp3, que a ajuda a conseguir bloquear os genes.

Para já, como reporta o Independent, esta técnica foi testada apenas em ratos, mas a principal autora do estudo, Li-Huei Tsai, diz que pode ser eficaz e possível reverter os efeitos da doença na memória em humanos.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Osnabrück – Cidade da Paz
Wolfgang Griesert
Presidente da Câmara Municipal de Osnabrück (Alema
Emigração e remigração: novas formas de mobilidade em Portugal
Daniel Bastos
Historiador
Pela valorização do ensino da história da emigração portuguesa
Paulo Prisco
Deputado do PS eleito pelas comunidades
DISCURSO DIRETO
Bélgica, país de contrastes onde adoram portugueses
Catarina Moleiro
BÉLGICA
O mundo é pequeno, a China não
Miguel Madeira
CHINA
Num ano em França, tudo mudou!
Rita Sarmento
FRANÇA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ