ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Português ganha um dos maiores prémios de engenharia do mundo
Revista PORT.COM • 05-Dez-2017
Português ganha um dos maiores prémios de engenharia do mundo



Rui L. Reis, vice-reitor para a Investigação e Inovação da Universidade do Minho, foi distinguido com o ‘Harvey Engineering Research Award’, atribuído pela Institution of Engineering and Technology (IET), que conta com 170 mil membros de 150 países.

O prémio monetário, no valor de cerca de 400 mil euros, vai ser usado para criar modelos inovadores e funcionais de cancro em 3D, que possam ajudar a prever a eficácia de medicamentos, evitando o recurso a diversos testes em animais e alguns ensaios clínicos. 

Este é um dos maiores prémios internacionais na área da Engenharia. De entre os vários candidatos de todo o mundo, que foram analisados por um júri internacional (não são admitidas candidaturas ao prémio, sendo os candidatos pré-selecionados por esse júri), Rui L. Reis foi selecionado devido “às suas contribuições notáveis e às décadas de investigação de excelência na área da engenharia de tecidos 3D para novos terapias regenerativas e para o desenvolvimento de modelos de doença”. 

O financiamento proporcionado por este prémio vai apoiar mais cinco anos de investigação, cujo objetivo é criar uma plataforma única de engenharia de tecidos que permita a criação de microambientes de cancro em 3D. Estes microambientes podem ser usados como modelos funcionais de doença para testar medicamentos contra o cancro, que ainda estão a ser concebidos pela indústria farmacêutica, bem como experimentar terapias inovadoras, ainda em fase de ensaios pela comunidade médica. 

“Um dos maiores obstáculos que os cientistas ligados ao desenvolvimento e à avaliação de novos fármacos e terapias contra o cancro enfrentam é o facto de os modelos pré-clínicos serem incapazes de prever, de uma forma fiável, se um determinado fármaco vai atuar contra o cancro e, ao mesmo tempo, ter uma toxicidade aceitável no organismo humano”, explica o também diretor do Grupo 3B’s - Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos da UMinho.

“É um privilégio ser o primeiro cientista galardoado, cuja carreira foi toda feita num país - Portugal - onde a língua não é a inglesa”, acrescenta. 

No âmbito desta distinção, Rui L. Reis vai proferir a palestra “Eng The Cancer”, no próximo dia 20 de março, nas instalações do IET, em Savoy Place, Londres (Reino Unido). Trata-se do terceiro prémio relevante atribuído em 2017 ao professor catedrático da UMinho, depois do prémio de contribuições para a literatura científica da “Tissue Engineering and Regenerative Medicine International Society” (TERMIS) e do “UNESCO Life Sciences Award”.


Etiquetas

Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ