ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Dia Nacional do Doente com AVC
Revista PORT.COM • 31-Mar-2018
Dia Nacional do Doente com AVC



Assinala-se o Dia Nacional do Doente com Acidente Vascular Cerebral (AVC), doença que constitui uma das principais causas de mortalidade, morbilidade e perda de anos de vida saudáveis. Cerca de 17 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem, anualmente, um primeiro evento vascular cerebral, sendo que cerca de um terço dos doentes se tornam dependentes de terceiros para as atividades da vida diária.

Comemorado a 31 de março, este dia foi instituído no ano de 2003, com o objetivo de sensibilizar a população em geral para a realidade da doença em Portugal e sublinhar a importância que deve ser atribuída à resposta do Serviço Nacional de Saúde em contexto de prevenção, deteção e correção. 

O acidente vascular cerebral é um défice neurológico súbito, motivado por isquemia (deficiência de irrigação sanguínea) ou hemorragia no cérebro. Para prevenir a doença, devem ser adotados hábitos de vida saudáveis, evitar-se o tabaco e a vida sedentária e ter especial atenção a doenças como a hipertensão, diabetes ou arritmias cardíacas. 

O desvio ou paralisação da face, a falta de força em membros superiores ou a dificuldade na fala são os principais sinais de alarme e que exigem a chamada imediata de assistência médica, isto porque as primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para o socorro da vítima, e que garantem a eficácia dos principais tratamentos. 

A Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra (UPPC) disponibiliza uma consulta de Neuropsicologia Clínica, na qual se procura compreender as dificuldades cognitivas, emocionais, ou associadas a várias condições clínicas. O AVC é uma das doenças que é abrangida por esta especialidade e portanto, segundo Pedro Batista, psicólogo responsável por esta consulta “uma avaliação neuropsicológica tem um papel essencial na clarificação diagnóstica, de modo a caraterizar as funções cognitivas e comportamentais do doente”.

Desta forma, o especialista acrescenta: “a identificação dos recursos neuro-cognitivos constitui o ponto de partida para a implementação de estratégias de reabilitação personalizadas, que poderão otimizar o funcionamento quotidiano e prolongar a independência e autonomia de pessoas que tenham passado por algum episódio de AVC, de Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE), entre outros”.

O tratamento dos sintomas psiquiátricos decorrentes desta doença passa pela combinação de estratégias farmacológicas e Psico-terapêuticas. Com o tratamento adequado, a pessoa pode recuperar dos sintomas neuro-psiquiátricos e aumentar o grau de independência nas atividades de vida diária, contribuindo assim para a melhoria do prognóstico global.

De acordo com padrões de referência, a UPPC tem por missão contribuir para o bem-estar da população através da oferta de cuidados de saúde, de atividades de formação e de investigação, na área da Psiquiatria e saúde mental. 

A propósito deste tema, a Revista PORT.COM publicou um artigo de opinião do cardiologista Lino Santos, intitulado “O papel da Cardiologia de Intervenção na prevenção do AVC”.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
Pacto Ecológico Europeu – uma primeira avaliação
Francisco Ferreira
Presidente da Direção da ZERO
Nação luso-brasileira
Igor Pereira Lopes
Jornalista e escritor
DISCURSO DIRETO
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
O Devir da Lusofonia
Isabelle de Oliveira, Investigadora
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ