ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Coimbra em destaque na cerimónia do Dia Mundial da Saúde
Revista PORT.COM • 09-Abr-2018
Coimbra em destaque na cerimónia do Dia Mundial da Saúde



José Martins Nunes, Alto-Comissário para a Cimeira Mundial da Saúde, conferência intercalar que se realiza em Coimbra nos dias 19 e 20, recebeu a medalha de ouro pelos valiosos contributos prestados à saúde em Portugal.

O colar de ouro, prémio nacional de Saúde 2017, foi atribuído a Queiroz e Melo, pioneiro dos transplantes de coração em Portugal.

O júri premiou este médico por contribuir para "ganhos indiscutíveis de saúde", prestigiando o Serviço Nacional de Saúde internacionalmente.

Queiroz e Melo nasceu em Tomar em 1945 e especializou-se em cirurgia geral e cirurgia cardiotorácica, deu aulas em várias universidades e fez o primeiro transplante do coração em 18 de fevereiro de 1986 no Hospital de Santa Cruz.

De Coimbra, que recebe esta cimeira mundial no âmbito da presença portuguesa na Aliança M8 - o G8 da Saúde - foram igualmente distinguidos Eduardo Castela, Pereira dos Reis e Manuel António (ver caixa).

A reunião intercalar da Cimeira Mundial de Saúde é organizada pelo consórcio entre a Universidade de Coimbra, e o seu reitor João Gabriel Silva, e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, e o seu presidente Fernando Regateiro.

Terá como foco a saúde dos países africanos e antecede a cimeira anual de Berlim, em outubro.

A organização espera 600 participantes de 40 países.

É esperada a presença em Coimbra, nos dias 19 e 20, do secretário-geral das Nações Unidas, o português António Guterres, do comissário europeu para a investigação, Carlos Moedas, bem como do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro, António Costa e do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

 

Os homenageados

José Martins Nunes foi secretário de Estado da Saúde no XII Governo Constitucional, altura em que foram publicados o Estatuto do Serviço Nacional de Saúde e a lei da transplantação.

Foi ainda o primeiro presidente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), que resultou da fusão de oito instituições e, a conjuntamente com a Universidade de Coimbra, criou o Centro Académico e Clínico de Coimbra, lê-se na justificação para a atribuição da medalha.

Martins Nunes liderou a candidatura do CHUC à Aliança M8 e de Coimbra à organização da Cimeira Mundial de Saúde, foi agraciado em 2015 com a Comenda da Ordem do Mérito, grau comendador.

"Com esta medalha, o Ministério da Saúde, reconhece-lhe o mérito profissional e pessoal e os valiosos contributos prestados à Saúde em Portugal", sintetiza ainda a nota de justificação do tributo.

Manuel António, por outro lado, foi condecorado pelo Governo após ter liderado o Instituto Português de Oncologia em Coimbra de 1991 a 1993 e de 1995 a 2016.

Eduardo Castela foi agraciado pelo trabalho na Telemedicina, presidente desta associação nacional e responsável pelo serviço de cardiologia pediátrica no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

Também Pereira dos Reis, antigo administrador hospitalar, foi agraciado com a medalha de ouro.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ