ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Huawei pretende fazer de Portugal líder europeu no 5G
Revista PORT.COM • 10-Jul-2018
Huawei pretende fazer de Portugal líder europeu no 5G



A unidade de telecomunicações portuguesa Altice, a maior operadora do país, uniu esforços com a gigante chinesa de produtos eletrónicos Huawei para tornar Portugal um líder europeu no desenvolvimento e implementação de redes 5G de próxima geração.

«Acredito que o mercado português será um dos primeiros a ser globalmente capaz de usar essa tecnologia (5G)», disse Alexandre Fonseca, CEO da Altice Portugal, após uma primeira demonstração da tecnologia, usando um protótipo de router Huawei com uma velocidade máxima de 1,5 gigabytes por segundo.

Fonseca espera que os primeiros dispositivos comerciais surjam em Portugal em 2019 ou 2020, embora os utilizadores regulares provavelmente não tenham acesso à tecnologia antes de 2021 ou 2022, «porque várias perguntas ainda precisam de resposta, como o investimento versus rentabilidade do negócio».

A nível global, os primeiros projetos comerciais 5G deverão ser lançados nos Estados Unidos este ano, seguidos pelo Japão e pela Coreia do Sul em 2019 e na China em 2020.

Os fornecedores de toda a Europa também estão a trabalhar para implementar estes serviços. A Vodafone, cuja unidade portuguesa concorre com a Altice Portugal, anunciou no mês passado que começará a testar redes móveis 5G em sete das dez maiores cidades da Grã-Bretanha no final de 2018.

As redes de fibra da Altice, que ajudarão a distribuir o serviço 5G, abrangem 4,3 milhões (dos 5,3 milhões) dos lares em Portugal, e a empresa espera cobrir o restante território no início de 2020.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A CPLP mais perto das pessoas
Francisco Ribeiro Telles
Secretário Executivo da CPLP
Gestão multicultural das equipas
António Cunha Meneses Abrantes
Professor Auxiliar na ICN Business School de Nancy
Já se ouve o Fado na Eslovénia
João Pita Costa
Editor da revista luso-eslovena Sardinha
DISCURSO DIRETO
Memórias e recordações da emigração portuguesa na Alemanha
Daniel Bastos
PORTUGAL
«Existe muita exploração laboral perpetrada por portugueses»
Luísa Semedo
FRANÇA
«Mercado chinês tem potencial para as empresas portuguesas»
José Augusto Duarte
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ