ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Investigador português recebe prémio internacional de ecologia
Revista PORT.COM • 16-Nov-2018
Investigador português recebe prémio internacional de ecologia



O investigador da Universidade de Évora, Miguel Bastos Araújo, especializado nos impactos das alterações climáticas, foi galardoado com o Prémio Ernst Haeckel 2019, atribuído pela Federação Ecológica Europeia (EEF).

A Universidade de Évora (UE) revelou que, Miguel Bastos Araújo ficou «profundamente honrado» com a atribuição deste prémio, que homenageia Ernst Haeckel, «o biólogo, naturalista, filósofo, médico, professor, biólogo marinho e artista alemão que descobriu, descreveu e nomeou milhares de novas espécies».

Na página da internet da EEF é referido que, este galardão é atribuído de dois em dois anos, a um ecologista sénior, como forma de reconhecer a sua excecional contribuição para a ciência ecológica europeia.

De acordo com a EEF, o investigador do CIBIO-inBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos - Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva) «é um líder mundial no estudo dos efeitos das alterações climáticas na biodiversidade».

A sua investigação, desenvolvida no âmbito de redes em Portugal, na Dinamarca e em Espanha, tem sido «crucial» para definir as melhores práticas para a modelação das alterações da biodiversidade, através do tempo e do espaço, e para avaliar as consequências das atividades humanas na natureza, acrescentou a federação.

O português «coordenou e/ou participou em dezenas de projetos científicos internacionais na área dos impactos das alterações climáticas, tendo ainda sido responsável pela produção de relatórios sobre os efeitos das alterações climáticas na biodiversidade para os governos de Espanha e Portugal», lembrou a Universidade de Évora.

Recebeu vários prémios internacionais, tendo sido galardoado, em 2016, com o Prémio Rey Jaime I, que distingue estudos e entidades científicas que contribuem para a promoção da investigação e para o desenvolvimento científico em Espanha.

A cerimónia de entrega do prémio, que foi atribuído pela primeira vez em 2011, à investigadora e ecologista britânica Georgina Mace, vai ter lugar em Lisboa, no âmbito do 15.º Congresso da EEF, a realizar entre os dias 29 de julho e 2 de agosto de 2019.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A sua atitude de confiança conta: não só com o vírus...
Susana Cor de Rosa
Consultora empresarial
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ