ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Investigadores portugueses viajam para os Emirados em busca de naus portuguesas do século XVI
Revista PORT.COM • 22-Nov-2018
Investigadores portugueses viajam para os Emirados em busca de naus portuguesas do século XVI



Uma equipa portuguesa de historiadores, biólogos marinhos, arqueólogos subaquáticos e engenheiros de robótica submarina, viajaram esta semana para Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, para localizar naus portuguesas do século XVI.

O arqueólogo subaquático Alexandre Monteiro disse à agência Lusa que o objetivo principal da missão é «localizar com tecnologia portuguesa do século XXI naus e galeões lusitanos do século XVI lá naufragados» ou até, «quem sabe, embarcações pré-clássicas, de quando babilónios, assírios e sumérios se abasteciam do cobre de Magan, nome pelo qual era então conhecida esta parte do mundo».

De acordo com Alexandre Monteiro, investigador do Instituto Arqueológico e Paleociências (IAP) e do Center for Maritime Archaeology and Conservation da Texas A&M University, e da University of Western Australia, a tecnologia e a metodologia científica a utilizar «será toda nacional».

«Com efeito, se há áreas onde Portugal tem vindo a afirmar uma capacidade singular de investigação e desenvolvimento, é na conceção e utilização de veículos autónomos não tripulados subaquáticos e na realização de parcerias internacionais para a localização e exploração científica de património cultural subaquático», argumentou.

A investigação, que decorre nos antigos portos de Kalba e de Khor Fakkan, na costa leste da península de Musandam, a sul do golfo de Omã, povoações que «foram conquistadas pelos portugueses em 1515, quando eram tributárias do reino de Ormuz», será levada a cabo pelo IAP, da Universidade Nova de Lisboa, e pelo Laboratório de Sistemas e Tecnologia Subaquática (LSTS) da Universidade do Porto.

O investigador especificou que serão utilizados «dois submarinos LAUV (Light Autonomous Underwater Vehicle), com cerca de 18 quilogramas cada um, desenvolvidos e programados naquele laboratório da Faculdade de Engenharia do Porto, que recolherão dados de magnetometria e de relevo dos fundos marinhos».

O projeto, organizado a convite do emir de Sharjah, xeque Sultan bin Muhammad Al-Qasimi, é coordenado logisticamente pela Autoridade Arqueológica de Sharjah e conta com o apoio da Polícia Marítima deste Emirado Árabe.

O arqueólogo subaquático liderou, há um ano, uma equipa de investigadores portugueses que apresentou no V Encontro Ibero-americano de Gestão do Património, no Uruguai, uma proposta de pesquisa, salvaguarda e valorização do Património Cultural Subaquático de contexto português em águas territoriais uruguaias.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
A CPLP mais perto das pessoas
Francisco Ribeiro Telles
Secretário Executivo da CPLP
Gestão multicultural das equipas
António Cunha Meneses Abrantes
Professor Auxiliar na ICN Business School de Nancy
Já se ouve o Fado na Eslovénia
João Pita Costa
Editor da revista luso-eslovena Sardinha
DISCURSO DIRETO
Memórias e recordações da emigração portuguesa na Alemanha
Daniel Bastos
PORTUGAL
«Existe muita exploração laboral perpetrada por portugueses»
Luísa Semedo
FRANÇA
«Mercado chinês tem potencial para as empresas portuguesas»
José Augusto Duarte
CHINA
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ