ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Estudo conclui que os idosos são mais felizes nos Açores
Revista PORT.COM • 10-Jan-2017
Estudo conclui que os idosos são mais felizes nos Açores



Estudo contou com uma amostra de 320 participantes, dos quais 200 mulheres e 120 homens, com mais de 60 anos, residentes nas ilhas de São Miguel, Santa Maria, Terceira e Flores.

A investigadora Teresa Medeiros descobriu que os idosos nos Açores tendem a envelhecer melhor, devido às relações de vizinhança e proximidade com a família e a uma rede de apoio que minimiza o isolamento.

A conclusão resulta de um estudo, feito pela docente da Universidade dos Açores, que integra o livro "(Re)pensar as pessoas idosas no século XXI",lançado hoje, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

O estudo revela que a maioria dos inquiridos (75,9%) vive acompanhado, não está institucionalizado e, na sua grande maioria, já se encontra na reforma.

"Avaliámos a perceção da satisfação com a reforma na vida pessoal e verificámos que 50,7% das pessoas estão satisfeitas ou mesmo muito satisfeitas (33,1%). As fontes de suporte e apoio afetivo na situação atual são a família e/ou os amigos", explicou a psicóloga à Lusa, indicando, no entanto, que "os índices de satisfação diminuem quando se fala na saúde e com a situação económica".

Segundo a docente, "as pessoas estão mais ou menos sinalizadas e têm apoios governamentais e familiares", destacando-se ainda "a vivência da religião".

A obra "(Re)Pensar as pessoas idosas no século XXI" tem 328 páginas, organizadas em quatro secções com 17 capítulos, "um testemunho vivo sobre o ser idoso", referiu.

"O livro apresenta vários testemunhos de pessoas idosas e de técnicos da área da saúde. É um livro de sentimentos e emoções e tem a colaboração de muitos investigadores", sublinhou Teresa Medeiros, indicando que a obra integra estudos de Espanha, Brasil, Argentina e Portugal.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ