ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Empresas francesas tencionam investir em Portugal
Revista PORT.COM • 19-Jun-2016
Empresas francesas tencionam investir em Portugal



Os primeiros-ministros português e francês, António Costa e Manuel Valls, destacaram ontem, em Paris, as “excelentes relações” entre Portugal e França, num encontro que decorreu no Palácio de Matignon.

Costa salientou a importância do turismo e adiantou que há empresas francesas que têm “intenções” de investir em Portugal.

“Tivemos a oportunidade de falar sobre a próxima visita do Presidente da República da França a Portugal que terá lugar em julho, [sobre] a necessidade de continuarmos a aproveitar este excelente momento das relações económicas entre os nossos países”, disse aos jornalistas António Costa, no final do encontro.

O primeiro-ministro português destacou que “os franceses hoje têm dois milhões de turistas a visitar Portugal” e que são o segundo fornecedor de Portugal e o primeiro investidor estrangeiro, salientando haver “várias empresas francesas, neste momento, com intenções de investirem em Portugal”.

Por sua vez, Manuel Valls disse esperar ir a Portugal depois da visita a Portugal do presidente francês, François Hollande, em julho, destacando também as “excelentes relações em todas as áreas”.

“Fiquei muito feliz por receber António Costa, já nos tínhamos visto há algumas semanas e estou muito feliz que o Presidente da República vá [a Portugal] no mês de julho. Esta visita é aguardada e espero que me dê a oportunidade, alguns meses depois, de regressar a Portugal para podermos aprofundar sempre as nossas excelentes relações em todas as áreas”, afirmou o chefe de governo francês.

O primeiro-ministro francês salientou os “muitos laços entre França e Portugal” porque “há muitos franceses que se instalaram em Portugal e há, claro, muitos portugueses e franco-portugueses aqui em França”.

Manuel Valls acrescentou que as relações entre Portugal e França se estabelecem a nível económico, mas também “na área universitária, na investigação, nas novas tecnologias, na energia”.

António Costa adiantou, também, que no encontro se falou sobre “o grande desafio que se coloca à Europa na próxima semana que é a decisão que os ingleses tomarão sobre a sua permanência ou não na União Europeia”, defendendo que a Europa precisa de “um novo alento”.

O primeiro-ministro sublinhou a necessidade de se analisar “a forma como a Europa precisa de reagir, independentemente do resultado [do referendo], para recuperar o apoio popular, a confiança dos cidadãos nas instituições europeias” e para “fazer renascer esse projeto europeu que é absolutamente fundamental”.

António Costa reuniu-se com o chefe de Governo francês, oito dias após ter sido recebido pelo chefe de Estado francês, François Hollande, no Palácio de Eliseu, juntamente com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado sobre se apoia Portugal contra as sanções europeias, o primeiro-ministro francês declarou que a França apoia “muito o governo português”.

“Estamos muito atentos às posições do Governo português. Não pode haver uma Europa punitiva. Portugal fez muitos esforços que o povo português suportou (?)É preciso respeitar estes compromissos e ao mesmo tempo ter em conta os compromissos tomados pelo governo de António Costa diante do povo. Por isso, evidentemente que apoiamos muito o governo português”, declarou Manuel Valls.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Quanto 'vale' o investidor da Diáspora?
José Caria
Diretor Adjunto da PORT.COM
Sagres, uma marca de bebida com história e identidade
Nuno Pinto Magalhães
Diretor de Relações Institucionais da SCC
Felicidade? Lusodescendentes! Exemplo: São Paulo
Jack Soifer
Consultor Internacional
DISCURSO DIRETO
Encontro Intercalar na Madeira será iniciativa coroada de êxito
José Luís Carneiro, SEC
PORTUGAL
Invest Madeira: o epicentro da vontade dos investidores
Ana Filipa Ferreira, Dir. Invest Madeira
PORTUGAL
Sejam bem-vindos à Madeira!
Miguel Albuquerque
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ