ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Garland já fatura 15,6 milhões de euros em Espanha e Marrocos
Revista PORT.COM • 23-Jun-2017
Garland já fatura 15,6 milhões de euros em Espanha e Marrocos



Aproximadamente dois anos e meio após o arranque do seu processo de Internacionalização, 14% da faturação do Grupo Garland provém já dos mercados estrangeiros em que marca presença.

A atividade transitária da empresa portuguesa, uma das principais no setor de transportes, logística e navegação, começou em Casablanca, Marrocos, em maio de 2014. Três meses depois, o Grupo avançava com a agência de navegação Ocidenave España em Barcelona e Valência. A atividade no país vizinho acabaria ainda por ser alargada no ano seguinte aos Trânsitos, a operar a partir da capital catalã.

Segundo um comunicado enviado pela empresa, em 2016, o volume de negócios do Grupo foi de 112 milhões de euros, dos quais 15,6 milhões procedem das operações fora de Portugal.

Apesar de recentes, as subsidiárias internacionais têm vindo a conquistar negócios importantes.

“Em comparação com muitas outras empresas, iniciámos tarde o nosso processo de internacionalização, porque a nossa prioridade era o mercado nacional, que exigia todos os nossos recursos. Optámos, por isso, por mercados que nos são próximos e que conhecemos melhor, mas que nos dão uma dimensão ibérica, com extensão ao norte de África. Consideramos que temos um projeto internacional consolidado e com grande potencial de crescimento”, explica Peter Dawson, presidente do Conselho de Administração do Grupo Garland.

Com uma faturação de mais de 1 milhão em 2016, a Garland Maroc “tem tido um bom crescimento” no setor dos produtos químicos e no setor frutícola.

“Tratou-se de um investimento fundamental na estratégia de internacionalização do grupo. Marrocos é um mercado vizinho com 33 milhões de habitantes, estabilidade e com potencial de crescimento no futuro próximo”, afirma Peter Dawson. Segundo o responsável, o balanço das operações no Norte de África é, aliás, excelente: “desde que a empresa arrancou que estamos a verificar um crescimento sustentado, com um leque de clientes, também ele, em crescendo”.

No ano passado, a empresa movimentou 2.000 TEUS de carga marítima e 12 toneladas de carga aérea.

 

Espanha excede expetativas

A agência marítima Ocidenave España movimentou, em 2016, 70 navios e um total de 22.336 TEUS. Além disso, tem batido recordes de carregamentos, nomeadamente para a Melfi Marine Corporation, nos portos de Barcelona e de Valência. Na Península Ibérica movimentou perto de 30.000 TEUS e, passou a disponibilizar um serviço semanal, em vez do quinzenal antes existente.

Correspondendo a este desempenho do Grupo no país vizinho, a Garland decidiu em 2015 alargar a sua ação à área de Trânsitos. Com uma estratégia assente numa progressão segura com um crescimento sustentando e preços competitivos, 70% do negócio está dedicado à exportação de bens de Espanha sobretudo para o Mediterrâneo e o Médio Oriente. As importações provêm essencialmente de países do Extremo Oriente.

No segundo ano de atividade, a Garland Tránsitos quase triplicou o volume de negócios, passando de uma faturação de mais de 633 mil euros para 1,8 milhões de euros. 


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Emigração traz riqueza
Jack Soifer
Jack Soifer, Consultor internacional
Mudanças na legislação eleitoral, conquista ou oportunidade perdida?
José Cesário
Deputado
O Festival Kunchi e os laços ancestrais entre Portugal e o Japão
Daniel Bastos
Historiador
DISCURSO DIRETO
Macau, ponto focal do comércio Portugal-China
Paulo Alexandre Ferreira, Secretário de Estado Adjunto e do Comércio
PORTUGAL
Importância estratégica de Macau
José Caria, Diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«Adega Mayor representa uma aposta de crescimento»
Rita Nabeiro, Diretora da Adega Mayor
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ