ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Empresários do Douro e Trás-os-Montes à conquista do mercado francês
Revista PORT.COM • 03-Set-2017
Empresários do Douro e Trás-os-Montes à conquista do mercado francês



França é um mercado estratégico que os empresários do Douro e Trás-os-Montes estão a explorar para concretizar negócios, quer para a venda de vinhos ou produtos alimentares ou através da captação de mais turistas para este território.

No navio-escola Sagres, atracado na cidade francesa de Le Havre, na região da Normandia, decorreu uma ação de promoção do interior de Portugal, organizada pela Associação dos Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes (AETUR).

A bordo juntaram-se empresários durienses e transmontanos, que se dedicam às áreas dos vinhos, dos produtos alimentares, do turismo e transportes e, ainda, operadores turísticos franceses.

"O mercado francês assume-se cada vez mais como um mercado de vanguarda e onde se converge, de uma forma feliz, quer o recurso vinho como o turismo", afirmou o dirigente da AETUR, Alberto Tapada, durante o evento.

O responsável salientou que a França se está a assumir como um dos primeiros mercados "emissores de turistas para Portugal" e elencou ainda o aumento do investimento francês em Portugal.

Alberto Tapada defendeu, no entanto, que é preciso "melhorar o desempenho ao nível da promoção externa" e "dar a conhecer cada vez os territórios do interior.

"Temos que fazer com que os fluxos, que chegam a Lisboa mas sobretudo ao Porto, penetrem no Douro e em Trás-os-Montes e tenham um papel relevante na economia do interior", frisou.

Ou seja, é preciso dar a conhecer um outro Portugal, para além do sol e praia. "E é esse aspeto, do outro país para além do mercado de sol e praia, que nós aqui trazemos, da cultura, gastronomia e vinhos, da hospitalidade, da paisagem e da natureza", sustentou.

Cláudia Ferreira, representante da Quinta do Vallado, no Peso da Régua, trouxe os vinhos, os azeites e a oferta de enoturismo e veio à procura de parceiros de negócio.

"Já começamos a receber imensos franceses, que conhecem os vinhos e agora descobrem o nosso enoturismo. O francês é um mercado a crescer. Nota-se que eles começam pelo Porto e vão subindo ao Douro", salientou.

Marie Pierre trabalha numa agência de viagens em Le Havre e referiu que já são muitos os turistas franceses que viajam à descoberta de Portugal. "Os franceses conhecem Lisboa e estão agora a descobrir o Douro. É uma região muito bonita", frisou.

Grande parte dos visitantes francófonos que sobe do Porto ao Douro viaja nos barcos-hotéis explorados pelo operador francês Croisieurope.

A transportadora Rodonorte, de Vila Real, já trabalha com esta empresa francesa, transportando os passageiros fluviais até vários pontos da região Norte, mas procura agora novos parceiros de negócio.

"Estamos à procura de outros operadores que tenham interesse em visitar o nosso território, neste caso Trás-os-Montes e o Douro. Procuramos novas formas de diversificar o nosso negócio", afirmou o responsável pela empresa de transporte de passageiros.

Jorge Santos referiu que o objetivo da Rodonorte é "fazer parte das soluções de mobilidade dos turistas que viajam até Portugal".

Carlos Vinhas Pereira, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Franco Portuguesa, frisou que a relação entre Portugal e a França vai "de vento em popa".

"Podemos hoje dizer realmente que o turismo, a gastronomia, nem vou falar de futebol, mas tudo o que é de Portugal está no top. Por isso é que temos que fazer este tipo de iniciativas", salientou o responsável.

Carlos Vinhas Pereira lembrou que, para além dos muitos turistas franceses que já visitam Portugal, atualmente há também "cerca de 38.000 reformados" deste país que estão a viver permanentemente em Portugal.

Em Le Havre, a AETUR realizou a última ação promocional do projeto "O Douro à volta do mundo - Magellan World", que resultou de uma candidatura ao Programa Norte 2020.

Trata-se de um projeto de internacionalização, que apanhou a boleia do navegador Fernão de Magalhães para promover o turismo, os vinhos e a cultura da região duriense.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Aqui, Brasil
Francisco Serra
Cônsul honorário de Portugal em Pelotas, Brasil
Condições mais favoráveis ao exercício do direito de voto
José Vítor Soreto de Barros
Presidente da Comissão Nacional de Eleições
Brasília, El Dorado Luso
Jack Soifer
Consultor Internacional
DISCURSO DIRETO
Um zacatrás por Portugal
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
Há condições para viver em Arcos de Valdevez
João Esteves, presidente da CM de Arcos de Valdevez
PORTUGAL
A comunidade portuguesa e a Venezuela
Paulo Pisco
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ