ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Remessas dos imigrantes caem 16,3% em setembro para 39,7 milhões de euros
Revista PORT.COM • 22-Nov-2017
Remessas dos imigrantes caem 16,3% em setembro para 39,7 milhões de euros



As remessas dos emigrantes subiram 0,2%, para 285,5 milhões de euros em setembro, enquanto as verbas enviadas pelos estrangeiros a trabalhar em Portugal caíram 16,3%, para 39,7 milhões de euros.

De acordo com os dados do Banco de Portugal, publicados no site do supervisor financeiro, os emigrantes enviaram 285,5 milhões de euros em setembro, o que representa um pequeno acréscimo de 0,2% face aos 284,8 milhões enviados em setembro do ano passado.

Em sentido contrário, os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países de origem 39,7 milhões de euros, o que equivale a um decréscimo de 16,3% face aos 47,5 milhões de euros enviados no período homólogo do ano passado.

Entre as maiores subidas percentuais está o volume de verbas enviado pelos emigrantes no Reino Unido, que transferiram para Portugal 34 milhões de euros, o que representa uma subida de 61,2% face aos 21,09 milhões enviados em setembro do ano passado.

Como habitualmente, os emigrantes em França, com 98,4 milhões, e na Suíça, com 52,2 milhões, representam os países de onde vieram mais verbas para Portugal.

Os emigrantes nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) enviaram 19,13 milhões de euros em setembro, o que representa uma ligeira descida de 2,05% face aos 19,53 milhões enviados no período homólogo do ano passado.

Angola, como é tradicional, representa a grande maioria desta verba e define a tendência: os emigrantes nesse país enviaram para Portugal 18,36 milhões de euros, uma descida de 0,1% face aos 18,38 milhões enviados em setembro do ano passado.

Em sentido inverso, os imigrantes dos PALOP em Portugal enviaram para os seus países de origem 3,16 milhões de euros, menos 7,33% que em setembro do ano passado, quando enviaram 3,41 milhões.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ