ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Portugal é o quarto fornecedor europeu de vinhos importados pela China
Revista PORT.COM • 26-Mar-2018
Portugal é o quarto fornecedor europeu de vinhos importados pela China



A China deverá, em poucos anos, tornar-se o maior mercado do mundo do setor dos vinhos, numa tendência que as empresas vinícolas portuguesas estão a tentar acompanhar.

A China deverá ultrapassar, nos próximos anos, o Reino Unido e a França como o maior mercado do mundo para vinho, em termos de valor, segundo a consultora International Wine & Spirit Research (IWSR).

Na lista dos países europeus que em 2017 exportaram mais vinho para a China, encabeçada pela França, Portugal ficou no 4.º lugar, atrás de Espanha e Itália, segundo dados do centro de pequenas e médias empresas da União Europeia.

No ano passado, o país asiático comprou mais de 18 milhões de euros de vinho português, de acordo com a mesma fonte, representando 2,6% em volume e 2,5% em valor das exportações nacionais do setor.

Nos últimos anos, a campanha anticorrupção em curso na China levou a mudanças no perfil do mercado, com os vinhos a deixarem de servir como suborno e as vendas a serem impulsionadas pelo consumo real, segundo analistas do setor.

O 'boom' no comércio eletrónico - a China representa quase metade das compras via 'online' em todo o mundo - contribuiu também para alargar a oferta de vinho importado a cidades menores do país, numa tendência que favorece os vinhos de gama média.

A embaixada portuguesa em Pequim organizou um evento que reuniu quase vinte jornalistas da imprensa estatal e revistas 'Life&Style' chinesas, e cerca de 60 profissionais do setor, incluindo distribuidores e representantes de restaurantes e hotéis locais.

O evento, que culminou com um concerto da fadista portuguesa Cuca Roseta, é o primeiro de uma iniciativa lançada pelo embaixador português em Pequim, José Augusto Duarte, visando promover a cultura e os produtos portugueses, e que se irá repetir ao longo do ano.

"Queremos promover produtos tradicionais e industriais. A área agroalimentar, mas também calçado, ourivesaria, componentes automóveis, mobiliário ou design", revelou o diplomata.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Portugal hoje, um país que incentiva ao regresso
Paulo Pisco
Deputado do PS eleito pelos portugueses na Europa
De olhos postos em África com uma estratégia de futuro
Peter Dawson
Presidente do grupo Garland
Não há tempo para se perder tempo!
Vítor Ramalho
Secretário-Geral da UCCLA
DISCURSO DIRETO
O português que ajudou a 'erguer' as memórias do World Trade Center
Luís Mendes, arquiteto
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
«Mobilidade no espaço da lusofonia é um dos maiores desafios»
Teresa Ribeiro, SENEC
PORTUGAL
The last man on the moon
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ