ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Portugal entre os 10 países europeus que mais cresceram no 1.º trimestre
Revista PORT.COM • 04-Jul-2018
Portugal entre os 10 países europeus que mais cresceram no 1.º trimestre



Apesar de haver uma tendência de recuperação no consumo - e de a economia estar a ser estimulada pelo turismo -, os portugueses ainda têm algumas preocupações.

Os indicadores económicos têm vindo a revelar uma tendência de recuperação e colocam Portugal entre os 10 países com maior crescimento em valor no primeiro trimestre, quando comparado com o mesmo período do ano passado.

A conclusão é de um relatório desenvolvido pela Nielsen, o Growth Reporter, que coloca Portugal em sétimo lugar, com um crescimento em valor de 4,1%. Com um ritmo de crescimento mais acelerado estão a Turquia (15,6%), Hungria (8,3%) Polónia (4,8%), Grécia (4,6%), República Checa (4,6%) e Alemanha (4,4%).

«Esta tendência positiva demonstra claramente que o comportamento dos consumidores portugueses no que se refere ao consumo está a mudar. Estão mais confiantes e mais disponíveis para gastar dentro e fora de casa (…) por outro lado, é sabido que o dinamismo que o turismo tem trazido ao país também poderá estar a contribuir para estes resultados», refere Ana Paula Barbosa, ‘Retailer Services Director’ da Nielsen, em comunicado.

Em Portugal, os maiores crescimentos em valor no primeiro trimestre foram nas categorias de Congelados (8%), Bebidas (6% as Alcoólicas e 5% as Não Alcoólicas) e Mercearia (5%). Também Lacticínios (3%) e Higiene Pessoal (1%) apresentaram crescimentos, tendo a categoria de Higiene do Lar estabilizado.

«Neste trimestre, a conveniência volta a provar a sua importância, com um crescimento da categoria dos Congelados muito acima da média dos Bens de Grande Consumo. Tal como a Nielsen tem vindo a afirmar, os consumidores portugueses procuram produtos e serviços que facilitem o seu dia-a-dia, quer através do próprio sortido como também da otimização do processo de compra», refere Ana Paula Barbosa.

Ainda de acordo com o relatório, os consumidores portugueses também mantêm os níveis de confiança bastante elevados. Porém, ainda existem preocupações, tais como o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, seguindo-se a saúde e o emprego. Também o aumento das contas a pagar, a educação das crianças, a economia e as dívidas são outras das questões que preocupam.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Os efeitos do medo do coronavírus...
Daniel Bastos
Historiador
Novo Coronavírus provoca epidemia com desfecho imprevisível
Alfredo Martins
Internista e Coordenador do NEDResp
InPortugal 2020 Paris quer desenvolver nova rede de embaixadores
Ricardo Simões
Diretor do InPortugal
DISCURSO DIRETO
A Fundação ISS e o apoio na África Lusófona
Eulalia Devesa, Diretora da Fundação ISS Mais Um Sorriso
PORTUGAL
«Cada vez faz menos sentido falar de emigração»
José Cesário, Deputado do PSD
PORTUGAL
O Projeto de Mobilidade na CPLP
Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios estrangeiros
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ