ÚLTIMAS
NOTÍCIAS

Presença portuguesa reforçada na FILDA mostra boas relações Portugal-Angola
Revista PORT.COM • 11-Jul-2018
Presença portuguesa reforçada na FILDA mostra boas relações Portugal-Angola



A 34.ª edição da Feira Internacional de Luanda, a maior feira intersetorial angolana, arrancou com 350 expositores, de 14 países, sendo mais de 10% empresas portuguesas.

A 34.ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA), a maior feira intersetorial angolana, arrancou no dia 10 de julho com 350 expositores, de 14 países, sendo mais de 10% empresas portuguesas.

De Portugal, segundo fonte da organização, estão cerca de 30 empresas para o pavilhão nacional e mais 15 com representações individuais, entre um total de 350 expositores na feira, incluindo mais de uma centena de marcas angolanas.

Depois do grupo de Angola, as empresas portuguesas, tal como em anos anteriores, são as mais representadas na feira, que decorre até ao dia 14 de julho, na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEELB), sob o lema “Diversificar a Economia, Desenvolver o Setor Privado”, numa promoção do Ministério da Economia e Planeamento de Angola.

Para esta edição da FILDA há ainda registo de 25 empresas da África do Sul e cerca de duas dezenas de Itália, além de expositores da Turquia, Suécia, Alemanha, Holanda, Reino Unido, Rússia, Gana, Uruguai, Brasil e Estados Unidos, entre outros.

A edição de 2018 tem a particularidade de decorrer numa área de 28.000 metros quadrados da ZEELB, a 30 quilómetros do centro de Luanda, que segundo o Governo angolano representa um modelo económico voltado para a criação de ‘clusters’ industriais, sendo apresentadas como catalisadoras do crescimento económico.


Etiquetas
Partilhar

OPINIÃO
Joe Silvey, um pioneiro da sociedade multicultural no Canadá
Daniel Bastos
Historiador
Sejam muito bem-vindos. Os Açores contam consigo!
Vítor Fraga
CEO da SDEA
As comunidades e a limpeza das matas
Paulo Pisco
Deputado do PS
DISCURSO DIRETO
Angola aqui e agora
José Caria, diretor-adjunto da PORT.COM
PORTUGAL
«A lusofonia é o instrumento privilegiado de afirmação dos povos»
Vitor Ramalho
PORTUGAL
«Apostou-se muito no combate e pouco na prevenção»
Miguel Freitas
PORTUGAL
REDES SOCIAIS
GALERIA DE FOTOS
QUIZ